ás

Análise: Hatoful Boyfriend é sua bizarra e imperdível chance de namorar pombos!

Quando fiquei sabendo da existência de um jogo no qual o objetivo era fazer uma garota humana se apaixonar por um pombo em uma escola para pássaros super inteligentes, não podia mais conceber minha vida sem Hatoful Boyfriend.

Talvez a maioria das pessoas ouvisse falar deste game e já chegasse à conclusão de que ele era ridículo ou algo assim, mas como coisas bizarras, bem-humoradas e sem noção me atraem como os pombos atraem a protagonista de Hatoful Boyfriend, não perdi a primeira chance de ter o jogo em meu PS Vita.

Dando asas ao amor

Antes que você também ache um absurdo que este jogo exista ou pense que é algo “muito japonês” (como já ouvi de outras pessoas), é importante ressaltar que nossos amigos do oriente também têm um ótimo senso de humor e que Hatoful Boyfriend foi criado como uma mera piada que deu muito certo.

O game foi originalmente lançado em 2011 para o PCs e, desde então, tem conquistado uma verdadeira legião de fãs por sua estranheza e momentos engraçados que proporciona. Neste ano, ele finalmente chegou aos consoles da Sony para levar a palavra do amor dos pombos ainda mais longe.

hatoful-boyfriend-playreplay-002

A história mostra uma escola de ensino médio especial para pássaros inteligentes, na qual nossa protagonista humana resolveu estudar por algum motivo. A única coisa que você pode escolher é o seu nome, já que o gênero é definitivo e nunca vemos sua aparência.

Aparentemente, tudo acontece em futuro distante onde um vírus devastou boa parte da humanidade enquanto pássaros desenvolviam sua inteligência cada vez mais. Infelizmente, nada sobre essa incrível trama de fundo realmente aparece no game e nós somos deixados apenas com algumas pistas misteriosas.

A verdade é que Hatoful Boyfriend acaba sendo um jogo muito rápido, que pode ser terminado em pouco mais de meia hora. A parte boa é que há muitos finais, já que cada um dos nove pombos tem seu próprio desfecho e partes diferentes para uma história maior.

hatoful-boyfriend-playreplay-003

Pois é, porque mais que seja difícil de acreditar, o game tem uma trama à parte (não vamos revelar nada para que você mesmo tenha surpresas bizarras no meio do caminho). Então, é muito aconselhável que você tente todos os finais para ver como a história realmente se desenrola.

Pombos para todos os gostos

Como é de se esperar de um jogo de simulação de namoro, nós temos todos os clichês de personalidade que poderiam existir: o garoto quieto e perturbado emocionalmente, o rico e esnobe, o professor legal, o cara meio psicopata, etc. A diferença, obviamente, é que são todos pombos.

Você provavelmente vai se encontrar na situação de querer tirar várias fotos dos diálogos (muitos que não seriam normais nem se todos fossem humanos) para mostrar aos seus amigos. Isso acaba deixando tudo mais divertido, mesmo que uma hora você meio que se acostume e esqueça que é a única garota humana no meio de pombos amorosos.

hatoful-boyfriend-playreplay-004

Em questão de jogabilidade, Hatoful Boyfriend é exatamente como a maioria dos jogos do gênero visual novel e você verá muito texto e nenhuma ação. Sua maior interação na história será a escolha de certas respostas em conversas com os pombos e de onde ir ou que aula assistir ao longo dos dias.

Estas aulas, aliás, são importantes para determinar se seu nível de inteligência, carisma ou vigor aumenta durante o jogo. Isso combinado com os lugares que você frequenta e suas opções de diálogo determinam qual pombo se interessará por você por no final.

Ou seja, não há como adivinhar em que pombo você estará realmente paquerando até que comece a perceber mais “cenas” com ele. Por isso, caso queira focar em um certo candidato logo de início (até para facilitar a conclusão do jogo com todos os pombos), é bom dar uma olhada em guias específicos na internet. Felizmente, eles não são nada difíceis de encontrar, especialmente pela popularidade do jogo.

hatoful-boyfriend-playreplay-005

Na questão de trilha sonora, não há muita variedade, mas também é meio difícil prestar atenção na música de fundo quando você está dando em cima do seu professor pombo. Infelizmente, também não há diálogos gravados ou sons de ambiente, mas isso acaba sendo apenas um detalhe.

Um par perfeito para a diversão

Apesar de parecer meio estranho à primeira vista, Hatoful Boyfriend é mais do que recomendado para quem gosta de games engraçados e divertidos, já que é completamente diferente do que estamos acostumados a ver por aí.

O melhor de tudo é que o jogo consegue realmente te prender e fazer o jogador gostar de alguns dos personagens, por mais absurda que seja toda a situação. Por ser bem rápido de concluir cada uma das nove histórias, é um jogo ótimo para se distrair e aproveitar aos poucos, em pequenas doses.

hatoful-boyfriend-playreplay-006

Então, se está procurando por algo mais descontraído, original e que é certeza de te fazer rir a cada minuto, não há como deixar Hatoful Boyfriend passar batido! E falando sério, quem é que não quer experimentar um simulador de namoro de pombos pelo menos uma vez na vida?!

 

Hatoful Boyfriend — Nota: 3,5/5

Desenvolvedora: PigeoNation Inc.
Plataformas: PlayStation 4, PlayStation Vita, PC
Plataforma utilizada na análise: PlayStation Vita

Os comentários estão fechados.