ás

Carbono-14: 7 curiosidades imperdíveis sobre Mega Man

Mega Man é um dos meus games favoritos desde os tempos de moleque. Até a adolescência, era infinitamente mais difícil do que eu era capaz de vencer e mesmo assim, todo santo final de semana lá estava eu alugando os títulos da série com meu pai, só pelo prazer de entrar em cada fase e, com sorte, passar de um chefe ou outro.

Já falei sobre o Blue Bomber no meu primeiro artigo para o PlayReplay, mas quando se trata de um bom game, acho que não existe excesso, principalmente se forem 7 boas curiosidades sobre o azulzinho, não é verdade? Vamos lá!

 

7. Um robô que tem como fraqueza sua própria arma?

Mega Man 2 é um dos melhores títulos da série clássica, ainda que também seja conhecido por ter as armas mais ridículas de toda a série. Aliás, Mega Man merece aplausos por ter sido capaz de salvar o mundo usando um escudo de folhas, um brilho paralisante e bolhas!

O grande lance é que, no meio de toda essa sucata, estava Metal Man e sua poderosíssima Metal Blade, com serras circulares capazes de cortar tudo o que vêem pela frente, inclusive o próprio Metal Man! Isso aí, com duas boas rajadas de tiros, você derrota o próprio dono da arma e segue em frente. Duvida? Confere aí no vídeo abaixo:

[youtube id=”ZfZRd-zBCoA” width=”633″ height=”356″]

 

6. Thomas Edison & Albert Einstein

Numa dose certeira de história para animar o dia do nosso leitor: você sabia que o nome dos cientistas da série são inspirados em figurões do mundo real? Pois é! Dr. Thomas Light e Dr. Albert W. Willy tiveram seus nomes inspirados em dois dos maiores gênios da Ciência!

A Thomas Edison é creditada uma série de invenções, indo desde a origem do cinema (com o cinematógrafo) até a lâmpada incandescente, de onde viria a ideia para o Dr… Light! Sacaram?

dr-light-dr-willy-playreplay

Já o maquiavélico antagonista do game foi inspirado em Albert Einstein, um dos maiores físicos teóricos que já tivemos, famoso entre outras descobertas, como autor da Teoria da Relatividade Geral. O grande lance é que também é creditada a Einstein a responsabilidade pela bomba atômica, pois ainda que não estivesse diretamente envolvido em sua criação, é fato que seu E=mc² teve grande relevância no engenho. Como vocês bem sabem, o Japão foi arrasado por duas bombas atômicas no fim da Segunda Guerra Mundial e talvez venha daí a vilania associada a Albert.

 

5. Ela é fã de Guns n’Roses!

Já pararam para pensar que os nomes dos chefes em Mega Man X5 fogem um pouco dos padrões da série? Duff McWhalen e Grizzly Slash não são meras coincidências, mas uma homenagem um tanto quanto esquisita por parte de Alyson Court, responsável pela tradução dos nomes na versão norte-americana do game.

Aquele que era seu marido na época era o dono da empresa responsável pela localização dos games da Capcom no ocidente, escalou sua esposa para fazer essa parte da tradução e ela acabou trocando tudo a seu bel prazer. Conhecendo pouco da série, mal sabia Alyson que a série já tinha suas próprias referências ao mundo do rock, como podemos conferir no próximo item da lista. Abaixo, você pode conferir o nome dos chefes de Mega Man X5 e sua origem.

guns-n-roses-playreplay

Axle The Red – Axl Rose / Spike Rosered no Japão

Dark Dizzy – Dizzy Reed / Dark Necrobat no Japão

Izzy Glow – Izzy Stradlin / Shining Hotarunix no Japão

Duff McWhalen – Duff McKagan / Tidal Makkoeen no Japão

Mattrex – Matt Sorum / Burn Dinorex no Japão

The Skiver – Michael “High in the Sky” Monroe / Spiral Pegacion no Japão

Grizzly Slash – Saul “Slash” Hudson / Crescent Grizzly no Japão

Squid Adler – Steven Adler / Volt Kraken no Japão

 

4. I love Rock n’ Roll

O nome original da série no Japão é Rock Man, o que já nos dá uma dica de que além de senso de humor, a galera da Capcom também curte umas guitarras aqui e ali. Mas a coisa fica ainda mais evidente quando comparamos o nome dos “irmão” Rock& Roll. Acha que essas são as únicas evidências musicais da série? No Japão, o eterno rival de Mega Man, Proto Man, chama-se Blues. Outra desavença do robô azul é Forte, conhecido em terras nipônicas como Bass (grave), com seu cão mecânico Treble (agudo). Além destes e dos listados no item 5, temos Reggae e Tango, representando ritmos musicais, e Eddie, Axl e Rush prestando claras homenagens a ícones do rock.

Pra fechar bem essa questão, veja abaixo um vídeo feito por um usando sprites de Mega Man 7 (Snes) onde o robô e sua trupe parodiam Bohemian Rhapsody, uma das canções mais famosas da banda Queen.

[youtube id=”hYddxH1lnuY” width=”633″ height=”356″]

 

3. Eu menti, tem mais curiosidades sobre música na lista!

Mas essa é curtinha e muito boa: o tema de Elecman, um dos chefes do primeiro game da série, soa extremamente familiar a música Faithfully, da banda norte-americana Journey. Coincidência? A música é de 1983, lançada no álbum “Frontiers”, ao passo que a primeira aventura do robô azul é de 1987. Ouça as duas e diga se não há uma certa similaridade.

[youtube id=”KrLThSLBQv8″ width=”633″ height=”356″]

 

2. A cor de Mega Man

De acordo com Keiji Inafune, um dos pais da série, Mega Man é azul porque era a cor com maior número de variações dentre a paleta de 54 cores disponíveis no Nes. Sendo assim, para ter sprites mais bem delineados entre tons de luz e sombra, acabou sendo definido o azul para representar o nosso herói. Mas nós não temos nenhuma curiosidade em vê-lo vestindo outras cores, já que a cada nova arma adquirida, sua armadura tende a assumir outras tonalidades, não é verdade?

megaman-super-smash-bros-playreplay

 

1. Os americanos manjam pouco de capas de jogos

A capa de Mega Man no Japão é icônica e mostra o robô com um layout bem próximo do que conhecemos até hoje, rodeado por seus inimigos clássicos. Nada de mais e seria de muito bom tom usá-la por aqui, certo? Não de acordo com o pessoal da Capcom nos Estados Unidos.

rockman-cover-playreplay

Para eles, o nome Rock Man, assim como a imagem jovial do herói não trariam bons resultados nas vendas, então decidiram usar um protagonista mais velho e armado com uma pistola (!!) para passar alguma maturidade e credibilidade. O game foi um sucesso no Japão e não foi tão bem sucedido no ocidente, o que se credita até hoje a sua capa ruim. A empresa, quando questionada sobre o assunto, alega que o artista responsável pela ilustração teve pouco tempo disponível para trabalhar.

megaman-capa-usa-playreplay

A verdade é que o mito acabou rendendo uma série de homenagens em games mais atuais, com direito a aparição do “Mega Man Bad Box Art” em outros games, como Street Fighter x Tekken. A gente não sabe se ri ou se chora!

megaman-bad-box-art-playreplay

 

[infobox color=”light”]Carbono-14 é a coluna semanal do PlayReplay destinada a escavações de fatos históricos sobre as franquias e sistemas mais amados por nós, gamers.[/infobox]