ás

Carbono-14: 7 curiosidades sobre o Game Boy

Sempre que vejo um Game Boy, me sinto magneticamente atraído por ele, lutando para não comprá-lo com todas as minhas forças. Eta, portátil arretado de bom! (será que com isso, consigo uma vaguinha com a galera do Game Boy Club? ;) )

Parte dessa paixão vem da segunda metade da década de 90, quando o mundo estava de pernas pro ar porque todos queriam jogar Pokémon. E eu não fugia à regra.

gbc-playreplay

Charizard, Golem, Alakazam, Gyarados, Articuno e Raichu foram meus parceiros inseparáveis, independente do seu nível de força ou atributos, em uma época inocente onde os Pokémon ainda não eram máquinas de números, mas companheiros de aventuras. Tem quem goste e defenda que isso acrescenta camadas de complexidade, eu sei, mas eu definitivamente não consigo gostar de outra forma. Deve ser algum resquício de saudades da Geração Tamagochi ou eu que estou endoidando de vez.

Enfim, dando sequência aos posts temáticos de curiosidades sobre consoles, é dele mesmo que nós vamos falar, senhores e senhoras: o ilustre Game Boy! Com sete curiosidades bacanas, vamos viajar no tempo!

 

Não foi o primeiro

O primeiro portátil com cartuchos intercambeáveis foi o Microvision, lançado em 1979 pela Milton Bradley Company, com menos de 20 títulos lançados durante sua curta vida.

Curiosamente, o Microvision era apenas uma carcaça com botões e uma telinha minúscula, deixando todo o trabalho pesado para os cartuchos, que tinham seus próprios processadores e chips de memória.

microvision-playreplay

 

 

Game Boy espacial

Em 1993, o astronauta russo Aleksandr Serebrov levou o seu Game Boy na bagagem para um pequeno passeio… no espaço! Em uma missão até a Estação Espacial Mir, o portátil acabou orbitando a Terra nada mais nada menos que 3000 vezes, antes de retornar são e salvo.

Posteriormente, o Game Boy foi leiloado junto a uma nota de Serebrov que dizia, “Como todos os astronautas, eu amo esportes. Os meus favoritos são o futebol e a natação. Durante o vôo, em meus raros momentos de lazer, eu curtia jogar Game Boy”.

No final das contas o portátil foi vendido por US$1220. Serebrov (69) faleceu em 2013, 20 anos depois da missão espacial.

serebrov-playreplay

Serebrov, à direita: Jogava Game Boy no espaço

 

Game Girls

O Game Boy foi um dos primeiros videogames a impactar com sucesso o público feminino. Segundo um reporte da Nintendo em 1995, 46% dos donos do portátil eram meninas, em um claro avanço se comparados aos meros 29% do Nes.

mario-gb-playreplay

Esse foi um momento marcante para o marketing da Nintendo, que passou a dar mais atenção ao seu “novo” público daí em diante.

 

Um portátil nada portátil

gameboy-gigante-playreplay

Ilhan Ünal é um grande fã da Nintendo e do Game Boy, e encontrou uma maneira pouco ortodoxa de expressar seus sentimentos.

Depois de meses de trabalho duro, ele construiu um Game Boy gigante com um monitor de 19”, uma carcaça feita em MDF e um sistema portátil baseado no Raspberry Pi (como nós já ensinamos aqui mesmo).

É ou não é muito amor?

Vendendo mais que picolé no deserto

Juntos, Game Boy e Game Boy Color venderam cerca de 118 milhões de unidades em todo o mundo. O sucesso se repetiu com o seu sucessor, Game Boy Advance, que sozinho vendeu 81 milhões de unidades.

pokemon-gb-playreplay

As primeiras versões de Pokémon (Red, Green e Blue) lideram o ranking dos mais vendidos, com mais de 31 milhões de cartuchos comercializados.

 

Com que roupa eu vou?

Ao longo de sua vida útil, foram muitas as versões do Game Boy lançadas em todo o mundo, desde o Game Boy Pocket de carcaça transparente até o modelo oficial do Manchester United.

manchester-united-gameboy-playreplay

Glory, Glory, Man United! And the reds go marching ON, ON, ON!

Entre tantos tipos curiosos, destacamos aqui a edição limitada “Osamu Tezuka World Shop”, uma versão bastante rara do Game Boy Light, lançada apenas no Japão, estampada com alguns dos personagens criados pelo famoso mangaká.

osamu-tezuka-gameboy-playreplay-3

Fonte: Nintendolife

Videogame musical

O Game Boy é o instrumento musical favorito dos adeptos dos chiptunes. Usando cartuchos especiais para sintetizar o áudio do portátil (como o Nanoloop), músicos de todo o mundo conseguiram resultados surpreendentes e inovadores. Abaixo, um vídeo de amostra, extraído do canal 8BrickDMG:


Curtiu as nossas escavações dessa semana? Então dá uma conferida nos outros Carbono-14! Tem Super Nintendo, Mega Drive, Nintendo 64, PS1 e muito mais!

Os comentários estão fechados.