Conecte-se conosco.

Games

Entrevista com Jeff Ryan, autor de Nos Bastidores da Nintendo

Publicado

em

PlayReplay: Não temos muitos livros licenciados sobre videogames aqui no Brasil, mas o seu “Nos Bastidores da Nintendo” emplacou uma grande editora e vendeu muito bem. Deve ser fantástico ver o seu trabalho ver tão bem recebido pelo mundo…

Jeff Ryan: Fico muito satisfeito, obrigado! Tivemos que apresentar o livro às editoras como uma obra de “subcultura” porque não havia muitos livros sobre o assunto na época. Então foi engraçado, pois tive que explicar às pessoas que essa tal “subcultura” já era mais popular que os filmes!

Você sempre quis escrever sobre videogames? Como entrou no mundo da Nintendo?

Como quase todos, cresci jogando videogame. Primeiro no T1-994a, depois do NES e, finalmente, no Mega Drive. Me distanciei no colegial — queria poder dizer que foi por causa das garotas mas, na verdade, foram os quadrinhos (risos). Talvez eu tivesse continuado distante se não fosse a oportunidade que recebi de escrever análises de jogos para um site de cultura pop. Foi aí que notei o quanto a história dos games era basicamente a história do Mario. E contá-la me permitiu explorar 30 anos de história dos jogos eletrônicos!


Qual seu sistema favorito da Nintendo até agora?

Comprei um Game Boy já no lançamento, e pelo primeiro e segundo anos eu levava praticamente todos os jogos para casa. Só parei porque nenhum adolescente tem tanto dinheiro, e quem quer um quinto jogo sobre beisebol quando você nem jogou os outros quatro ainda?

Acha que o passado da Nintendo como desenvolvedora de brinquedos impactou muito sua filosofia nos videogames?

É um ótimo pensamento. Eles realmente olham seus videogames como uma forma de brinquedos eletrônicos, enquanto gente demais os enxerga como filmes…

Qual foi a maior descoberta que você fez em sua pesquisa?

Quanto dinheiro “Donkey Kong” conseguiu arrecadar. Foram 180 milhões de dólares em 1981 e outros 100 milhões em 1982. A Nintendo nunca esteve quebrada, sequer flertou com a ideia de precisar lançar um único game para salvá-la da falência. Todas as suas decisões, inclusive as mais estranhas, podem ser explicadas pelo fato da Big N tomá-las enquanto está sentada sobre um prédio de 20 andares cheio de dinheiro.

Você soube que a Nintendo deixou o mercado brasileiro em 2015? Muitos jogadores daqui culpam não apenas nosso governo e seus impostos, mas também o modelo de negócios conservador da companhia. Afinal, tanto a Sony como a Microsoft estão razoavelmente firmes por aqui. Acha que a estratégia da Nintendo foca demais no mercado japonês e norte-americano e joga seguro demais em outros mercados em potencial?

Fiquei chocado com a decisão da Nintendo de sair do Brasil. É mais uma daquelas decisões tomadas na pilha de dinheiro: qualquer outro negócio acharia um modo de servir um mercado de 200 milhões de pessoas, mas a Nintendo simplesmente pega sua bola e volta pra casa. Talvez eles simplesmente estejam acostumados com isso, já que os videogames têm uma longa história de desistências no mercado chinês.

É curioso que a Nintendo também nunca tenha explorado os jogos de tiro militares, exceto por “Yoshi’s Safari” em 1993. Eles mal exploram o mercado para maiores de 18 anos, fazendo praticamente nada com suas propriedades intelectuais de primeira.

E temos também uma pilha de jogos extremamente populares que nunca deram as caras no Virtual Console. É como se a Nintendo apostasse em dois negócios: fazer dinheiros e deixar dinheiro pegando teia de aranha.

Com as vendas fracas do Wii U, acha que é hora da Nintendo mudar seu plano de marketing e negócios? Ou talvez eles nem liguem mais pro console e já estejam pensando em uma revolução para a próxima geração? O que você acha?

Minha teoria — que foi derrubada como um pato de “Duck Hunt” — era que a Nintendo finalmente largaria a televisão para lançar um console baseado em hologramas, já que alguns anos atrás eles discretamente mostraram um protótipo dessa tecnologia. Ao invés disso eles lançaram o Wii U, que seria um ótimo console… em 2006.

Mas, como sempre, os jogadores ainda pagam por consoles mais fracos para ter acesso aos jogos fantásticos da Nintendo. Não tantos quanto antes, é verdade, mas ainda o bastante. É melhor do que na geração 32 bits, quando a Nintendo esperou um ciclo inteiro com seus cartuchos de SNES enquanto prometia um “Ultra 64”. Agora os jogadores tem um console meia bomba, mas é melhor do que nada.

Qual sua opinião sobre as outros desenvolvedoras? Acha que a Sony e Microsoft enxergam seus produtos mais como serviços, enquanto a Nintendo parece ser a única com um sistema “puro”, sem suporte a músicas, filmes, etc.?

De acordo! A Nintendo se dedica quase que exclusivamente aos videogames, embora o resto do mercado já tenha partido para o entretenimento inter-mídias. O acordo que ela pode ter firmado com a Netflix para uma série de “Zelda” é, espero, apenas um primeiro passo no mar que levará seus personagens para além dos consoles. Se a Nintendo fosse uma pessoa, ela teria sua própria casinha solitária, usando internet discada para se conectar à America Online.

Mas isso é parte de seu charme. Sabe, é como o Neil Young se recusando a usar equipamentos de gravação digitais. Eles são artistas, e artistas têm suas próprias manias. Tenho certeza que as irmãs Wachowski poderiam fazer rios de dinheiro com filmes idiotas de ficção científica, mas elas fazem o seu próprio negócio, que não é tão comercial mas, no fim das contas, é o que elas querem fazer.

Essa entrevista foi conduzida originalmente em 2015, muito antes do anúncio do Nintendo Switch.

Formado na arte de reclamar, odeia a internet. Ainda assim, sua hipocrisia sem limites o permite administrar a página no Facebook, plataforma de divulgação do seu primeiro livro. Você também pode seguí-lo em @thomshoes no Twitter, mas provavelmente é uma má ideia...

Games

Dragon Ball FighterZ | Bardock e Broly serão confirmados como DLC

A Bandai Namco só não divulgou a data de lançamento e o preço do DLC com os dois novos lutadores.

Publicado

em

broly

Dragon Ball FighterZ tem feito um grande sucesso desde seu lançamento, tanto por sua qualidade como por sua já grande seleção de personagens.


Veja também:


Felizmente, a Bandai Namco deve continuar oferecendo um belo suporte ao jogo por um bom tempo. De acordo com a revista japonesa V-Jump, os personagens Broly e Bardock serão adicionados em breve.

No caso, os dois poderão ser adquiridos através de DLCs, mas ainda não há detalhes sobre o preço ou se serão lançados separadamente.


Para quem não os conhece, Broly é conhecido como o lendário Super Sayajin que estrelou dois filmes, alguns mangás e diversos jogos da franquia Dragon Ball. Bardock é o pai de Goku e Raditz, que apareceu em um especial de TV nos anos 1990, alguns mangás e jogos da série.

Ao que tudo indica, os dois terão golpes parecidos com o que já foi visto em filmes e jogos anteriores, mas as informações devem ser liberadas nos próximos meses. A data de lançamento dos dois lutadores ainda é desconhecida.

Continue lendo

Games

Kingdom Come: Deliverance | Confira os requisitos para rodar o jogo no PC

O tão aguardado RPG da Warhorse Studios não é tão exigente assim com PCs mais modestos.

Publicado

em

kingdom come

Kingdom Come: Deliverance era um dos RPGs mais aguardados para o início de 2018, especialmente porque prometia uma abordagem diferente em vez de seguir os clichês do gêneros.


Veja também:


O título foi lançado oficialmente no dia 13 de fevereiro para o PlayStation 4, Xbox One e PC. Como esperado, ele tem se destacado bastante entre os fãs de RPGs, especialmente com o público do PC.

É claro que neste caso, é necessário saber exatamente o que é preciso para rodar o jogo no seu computador. Para se certificar, você pode conferir os requisitos mínimos e recomendados logo abaixo.


Só vale lembrar que no caso do processador e placa de vídeo, é bom ter pelo menos algo equivalente ou superior aos modelos citados.

Requisitos mínimos

  • Sistema Operacional: Windows 7, Windows 8 ou Windows 10 (versões de 64-bits)
  • Processador: Intel Core i5-2500K 3.3GHz ou AMD CPU Phenom II X4 940
  • Memória: 8 GB de RAM
  • Placa de vídeo: Nvidia GPU GeForce GTX 660, AMD GPU Radeon HD 7870
  • DirectX: Versão 11
  • Armazenamento: 40 GB de espaço disponível

Requisitos Recomendados

  • Sistema Operacional: Windows 7, Windows 8 ou Windows 10 (versões de 64-bits)
  • Processador: Intel CPU Core i7 3770 3,4 GHz ou AMD CPU AMD FX-8350 4 GHz
  • Memória: 16 GB de RAM
  • Placa de vídeo: Nvidia GPU GeForce GTX 1060 ou AMD GPU Radeon RX 580
  • DirectX: Versão 11
  • Armazenamento: 40 GB de espaço disponível

 

Continue lendo

Destaques

Yellow e Red: uma opção simples para filas e banheiros

Puzzles simples, minimalistas e divertidos compõem dois apps que são uma ótima pedida para estarem no seu celular.

Publicado

em

“Entre diariamente para ganhar ítens bônus!”. “Aproveite essa oferta especial de 30 reais que vai acabar daqui duas horas!”. “Quer acelerar essa construção? Faça uma microtransação!”. Quer saber? Na maioria das vezes, eu acho tudo isso um pé no saco. Eu só queria um joguinho simples pra passar um tempo na fila ou fazendo as necessidades no banheiro.

E eu entendo como o mercado mobile tá crescendo e recebendo títulos mais robustos, mas não é pedir muito isso, não? Felizmente, yellowred são duas pequenas pílulas de puzzles que vão servir exatamente pra isso.

Basicamente, cada app é um conjunto de 50 enigmas minimalistas, que são resolvidos apenas utilizando com toques na tela do celular. Reconhecer padrões, resolver desafios lógicos e repetir sequências são alguns dos jeitos que o designer Bart Bonte encontrou para basear os puzzles.

yellow

yellow

Nada de microtransações, notificações indesejadas ou outros sistemas que estamos acostumados. No máximo, um sistema de dicas simples, caso você fique preso em alguma parte, mas que não vai te ajudar em alguns casos e vai te dar todas as respostas em outros. Nenhum dos enigmas são extremamente difíceis, então, recomendo que você vá no seu próprio ritmo.


yellow é um bom ponto de entrada para começar a entender o estilo do jogo e red funciona mais como um segundo desafio, que consegue, inclusive, utilizar conceitos já estabelecidos e usá-los de maneiras diferentes. Mesmo que sejam relativamente curtos, principalmente se você já gosta do estilo, valem a pena. Gratuito, interessante, divertido e minimalista: bem melhor que o rótulo daquele condicionador.

red

red


yellow e red são jogos desenvolvidos pelo belga Bart Bonte e estão disponíveis gratuitamente para Android (yellow/red) e iOS (yellow/red). Ambos os jogos permitem pagamento para retirar os anúncios, que vão aparecer entre uma dica e outra, e para apoiar o desenvolvedor.

Quer conhecer outros jogos gratuitos e inovadores para jogar e aproveitar muito? Dê uma olhada na nossa coluna Free to Play!

Continue lendo

Últimas notícias

broly broly
Games3 horas atrás

Dragon Ball FighterZ | Bardock e Broly serão confirmados como DLC

A Bandai Namco só não divulgou a data de lançamento e o preço do DLC com os dois novos lutadores.

Mangá4 horas atrás

JBC | Conheça os novos mangás de Fevereiro 2018

A editora JBC tradicionalmente revela todos os meses um checklist com seus principais lançamentos de mangá, e parece que as...

Cinema1 dia atrás

Pantera Negra | Confira o divertido trailer 8-bits do filme

Pantera Negra mal chegou aos cinemas, e já dominou a internet com críticas empolgadas, memes e discussões acaloradas entre fãs...

fe fe
Games1 dia atrás

Fe | Game já está disponível no Switch, PS4, Xbox One e PC

O jogo misterioso mistura elementos de plataforma e puzzle para contar uma história aberta a interpretação.

Cinema1 dia atrás

Disney | Toy Story vai virar atração na Disney World

“Você. É. Um. Brinquedo!” Mais do que nunca, as sábias palavras de Woody se provam verdadeiras. Afinal, o mundo de...

overwatch luta overwatch luta
Games1 dia atrás

Overwatch | Fã reimagina game como jogo de luta 2D

Do jeito que os personagens de Overwatch são diversos, até que este daria um ótimo jogo de luta mesmo.

Notícias1 dia atrás

Santa Clarita Diet | Netflix libera imagens da segunda temporada

Após um tempinho meio sumida, finalmente temos novidades sobre a nova temporada de Santa Clarita Diet. Afinal, a Netflix soltou...

Anime1 dia atrás

Pokémon | Lugia é destaque em pôster do filme 2018

Com o sucesso do filme Pokémon: Eu Escolho Você, que apresentou um reboot das aventuras de Ash e Pikachu, a...

Games1 dia atrás

Green Man Gaming | Metal Gear Solid V, Destiny 2 e PES 2018 são alguns dos destaques em promoção

Entrando na comemoração do ano novo chinês, a Green Man Gaming aproveita a ocasião para celebrar o ano do cachorro com...

Música1 dia atrás

O Senhor dos Anéis | Trilha sonora é relançada em edição especial

Há muitas coisas para se amar nos filmes O Senhor dos Anéis de Peter Jackson, que adaptou com pura genialidade...

devil may cry devil may cry
Games1 dia atrás

Devil May Cry | Jogo estará gratuito no Twitch Prime

Enquanto espera pelo lançamento do Devil May Cry HD Collection, você pode aproveitar o primeiro game de graça.

Notícias1 dia atrás

Cobra Kai | Sequência de Karate Kid ganha trailer

Pode bater na casa do mestre Miyagi e recomeçar seu treinamento! Afinal, toda a sua garra e talento serão necessárias...

pubg pubg
Games1 dia atrás

PlayerUnknown’s Battlegrounds | Vendas chegam a 30 milhões de unidades

Apesar das vendas no PC continuarem boas, o número de jogadores ativos vem caindo desde o mês passado.

Games1 dia atrás

Pokemon Go | Evento do Ano Novo Lunar já começou

Será possível conseguir Poeira Estelar extra e há a chance de encontrar um Poochyena shiny durante o evento.

Cinema1 dia atrás

Batman | Gotham City 1889 já está disponível no Looke

Você já pode conferir a mais recente animação da DC Comics no conforto de sua poltrona, já que Gotham City 1889...

Em alta