ás

Hands-on: Mortal Kombat X traz overdose de sangue para a nova geração

Se você já teve algum contato com um videogame em sua vida, sabe que Mortal Kombat é sinônimo de violência e sangue em excesso. Fiel as suas raízes, Mortal Kombat X trará tudo isso e mais um pouco, além de notórias evoluções se comparado ao seu antecessor, lançado ainda na (não tão distante) geração anterior.

sub-zero-scorpion-mkx-playreplay

O novo título mescla pontos positivos de Mortal Kombat e Injustice, mantendo os gráficos 3D em um ambiente de luta 2D. Um dos pontos altos é a interação entre combatentes e cenário, mais ou menos como vimos em Injustice, mas de forma sutil e com maior fluidez. Arremessar elementos do cenário parece algo extremamente natural e encaixado a movimentação dinâmica dos combates.

Outra bola dentro no desenvolvimento do título está na precisão de golpes e combos, que se tornaram mais velozes e encaixados, dando margem até mesmo para o uso dos x-rays entre um combo e outro, sem deixá-lo tão previsível e defensável quanto no game anterior.

Na demo disponível para testes pudemos pilotar apenas alguns velhos combatentes e novatos, já que ainda não foi divulgado todo o rol de lutadores que estará disponível no lançamento. Pelo lado da velha guarda, Scorpion, Sub-Zero, Kano, Quan-Chi e Raiden, encarando novatos como Cassie Cage, Kotal Kahn ou Ferra e Torr.

mkx-quan-chi-playreplay

Cada personagem tem 3 estilos de luta diferentes, visando uma maior variedade de estratégias no campo de batalha, seja através da prioridade em magias, ataques físicos, defensivos, etc. Vai de cada lutador, acrescentando bastante no gameplay e “triplicando” o número de personagens.

raiden-mkx-playreplay

A parte gráfica nos pareceu impecável, seguindo os vídeos apresentados em outros eventos. Os cenários mantêm a ambientação macabra, marca registrada da série, deixando no ar o velho clima de tensão durante as lutas, com iluminação e elementos interativos distintos.

Infelizmente não chegamos a ver nenhum Fatality ao vivo, já que jogamos bem pouquinho. Mas por tudo o que vimos, temos grandes expectativas sobre o produto final.

[youtube id=”PxHkXy-QcKI” width=”633″ height=”356″]

Finish Him!

Compartilhe