ás

Hands-on: Sunset Overdrive traz cor e muita diversão ao Xbox One

Durante o dia exclusivo para a imprensa da BGS 2014, muitos ficaram na vontade de testar os grandes jogos para o fim do ano do console da Microsoft, já que, por alguma razão bizarra, a gigante ainda estava montando seu espaço para os dias que estavam por vir. Felizmente, já era possível testar Sunset Overdrive, que se mostrou uma fantástica adição para a biblioteca do Xbox One.

O título pode ser considerado o oposto de tudo o que a Microsoft construiu durante a geração passada. Saem os tons acinzentados e entram as cores vibrantes de um jogo que poderia ter sido até mesmo desenvolvido pela Nintendo. Sai a temática pseudo adulta de jogos como Gears of War e entra um enredo que não consegue, nem por um instante, se levar a sério. Infelizmente, isso acabará fazendo muitos passarem longe de um dos mais divertidos títulos que joguei nos últimos tempos.

maxresdefault (2)

A demo apresentada no evento era baseada em um dos modos multiplayer do jogo em que um grupo de jogadores deve defender sua base de hordas de inimigos que vêm de todos os lados do cenário. Logo de cara deu para notar que o clima de tudo é muito descontraído e leve, já que o estilo visual parecia ser uma grande caricatura do que estamos acostumados a receber de certas empresas todos os anos no mês de novembro.

Para começar, o título é jogado inteiramente em terceira pessoa, e os controles são bem livres a ponto de ser possível interagir com todo o cenário. Logo que a partida começou, consegui facilmente subir em prédios, passear por fios de eletricidade e até disparar tiros certeiros na cabeça de inimigos enquanto fazia minhas acrobacias.

maxresdefault (1)

As armas são muito variadas e causam um verdadeiro show de fogos de artifício quando disparadas em direção aos inimigos, o que deixa a batalha ainda mais divertida. Para completar, ainda é possível desferir socos e até mesmo golpes com sabres de luz nos inimigos, que são aliens gosmentos que correm desesperados pelos cenários.

Foi impressionante notar que, mesmo com tantos efeitos especiais e elementos na tela, o jogo não apresentou nenhuma queda de framerate, o que prova que o Xbox One é um console muito capaz de produzir resultados espetaculares.

Sunset Overdrive provavelmente não chegará perto de ser considerado o melhor jogo do ano. Não por ser ruim, mas por ir na direção oposta do que a mídia em geral espera de um jogo que carregue este título. Ainda assim, pelo que pude testar, o jogo tem tudo para cativar os jogadores de Xbox One que estão sedentos por experiências novas. Ponto para a Microsoft e a Insomniac!

Sunset-Overdrive-e3-feat-620x347