ás

5 Clipes essenciais: Muse

Todo sábado o PlayReplay prepara uma seleção de músicas incríveis para embalar o seu final de semana. A banda da vez é o Muse, o premiado power trio britânico. Formada em 1994, a banda demorou alguns discos para tomar o mundo de assalto, e mudou bastante sua sonoridade com o passar dos anos. Recém-contratada para fechar a Blizzcon 2017, conheça algumas das melhores faixas do Muse:

Veja também:

Plug In Baby

Logo em seu primeiro disco, de 1999, o Muse mostrou um gigantesco potencial para ditar os novos rumos do rock britânico com singles marcantes como o hino Plug in Baby, lembrado até hoje por seu incrível riff de guitarra:

Bliss

Para muitos, Origin of Symmetry, de 2001, é o melhor disco do Muse. Com singles como Bliss no currículo, fica difícil discordar dessa afirmação, né?

Time is Running Out

Foi em Absolution, de 2003, que o Muse começou a botar os pés fora da Inglaterra e ganhar fãs em todo o mundo, flertando cada vez mais com o rock de arena. A fantástica Time is Running Out é um perfeito resumo dessa ótima fase de transição.

Supermassive Black Hole

Já com status de grande banda, em 2006 foi lançado o álbum Black Holes and Revelations. Embora parte da base de fãs tenha se sentido alienada e apontado uma queda na qualidade geral do disco, ainda dá para curtir ótimas faixas que misturam rock e pop, como Supermassive Black Hole:

Panic Station

Dali em diante, os shows do Muse só ficaram ainda maiores, com cada vez mais fãs abraçando a sonoridade da banda. O sucesso não os deslumbrou, e volta e meia ainda aparecem clipes engraçadinhos, como Panic Station, do disco 2nd Law (2012).