ás
Comentários | 12569

Pokémon GO: Guia do Iniciante ― Parte 1

♫ “Esse é meu jeito de viver, ninguém nunca foi igual… A minha vida é fazer o bem vencer o mal!”

Desde os anos 90, crianças do mundo todo cresceram com a esperança de sair pelo mundo com uma mochila nas costas, um boné na cabeça e cantarolando essa música para viver altas aventuras. Agora, vinte anos depois, o sonho desses treinadores já grandinhos se tornou “realidade”: com Pokémon GO, podemos sair capturando os monstrinhos de bolso por todo o planeta, além de travar altas batalhas em ginásios e, finalmente, ser o mestre Pokémon da sua cidade!

Mas se você não acha que está preparado para essa grande aventura, o PlayReplay está aqui para te ajudar. Preparamos um guia completo de como aproveitar tudo que o app pode oferecer, além de te dar várias dicas para se tornar um verdadeiro treinador dos monstrinhos. Gotta catch ‘em all!

Mas meu aplicativo não funciona!” QUEM DISSE QUE NÃO?

entei-tudo-bem-agoraDepois de muito chorar e esperar, Pokémon GO está disponível oficialmente no Brasil! Agora, você pode sair por aí na sua jornada Pokémon com seus amigos e aproveitar o game nesse país tropical. Ele está disponível para dispositivos iOS (como iPhone e iPad) e Android. Clique na loja de aplicativos do seu sistema e comece a jogar!

Google Play   App Store


Começando a aventura

Abrindo o aplicativo pela primeira vez, ele pedirá que você entre com a sua conta do Google ou do Pokémon Trainer Club para começar. Se você ainda não conhece, o Trainer Club é um serviço da franquia que permite aos usuários vários benefícios ― jogar o TCG online, participar de competições e, no caso de Pokémon GO, receber newsletters com códigos que liberam ítens no jogo. Assim, se você realmente quiser investir no game, é uma boa criar uma conta por lá. De toda forma, você poderá associá-la ao seu avatar posteriormente, no menu de configurações do app.

dica-de-treinadorDica de Treinador: é claro que Pokémon GO consome uma quantidade razoável de bateria. Para ajudar nesse problema, aproveite o menu de configurações do app e selecione a opção “Battery Saver”.

Após isto, você conhecerá Professor Willow, o seu guia pelo mundo de Pokémon GO, que te convidará a montar o seu avatar. Dê um nome ao seu personagem dentro do jogo e modifique-o para deixar a sua cara, dos detalhes do rosto à roupa que vai usar. Como segue o padrão, ele te deixará escolher um Pokémon inicial e aproveitará esse fato para te mostrar as mecânicas básicas de captura. Você vai ver, em sua volta no mapa, um Charmander, um Squirtle e um Bulbasaur. Toque em um deles para pegá-lo e começar a sua aventura.

Se você já achava difícil escolher entre três, agora vai ficar mais difícil ainda...

Se você já achava difícil escolher entre três, agora vai ficar mais difícil ainda…

Ainda não se sabe se isso é um glitch ou segredo do jogo, mas também é possível escolher Pikachu como monstrinho inicial, no melhor estilo Pokémon Yellow. Para fazer isso, o processo é simples, mas um pouco demorado. Quando os três iniciais aparecerem, ignore e saia andando para longe deles. Quando tomar uma certa distância, eles vão reaparecer em volta do seu avatar. Continue fazendo isso e, na quarta vez que eles aparecerem, Pikachu também aparecerá e você poderá capturá-lo como inicial.

Capturando Pokémon

Hora de aprender a mecânica básica de Pokémon GO: como capturar os monstrinhos. Diferente dos jogos originais, você não precisa lutar e enfraquecê-los antes de tentar pegá-los para si. De uma forma bem mais intuitiva, é só você tocar na Pokébola e arrastar até o Pokémon que você quer capturar. Para dar aquele “tchan” a mais no seu jogo, pode ativar o modo AR (tocando no canto superior direito da tela) e usar a câmera do seu smartphone para ver o monstrinho ali, na sua frente. Entretanto, sem usar a câmera, você não precisa ficar ajeitando a posição do seu celular e pode até sair de perto de onde o Pokémon estava e, mesmo assim, capturá-lo.

dica-de-treinadorDica de Treinador: faça um movimento circular com o seu dedo antes de lançar a Pokébola. Se você conseguir capturá-lo fazendo isso, ganhará um “bônus de curvatura” (curveball bonus) e conseguirá 10XP extras.

Quando tocar em um Pokémon no mapa e for capturá-lo, você verá, acima dele, o nome da sua espécie e a quantidade de CP dele. O CP (Combat Power) representa o quão forte é o seu monstrinho em batalha; quanto maior o CP, melhor o Pokémon é. Isso reflete na dificuldade de capturá-los, já que os mais fortes são mais difíceis de se pegar. Por mais que você possa jogar quantas Pokébolas quiser (ou ainda usar ítens para facilitar o seu trabalho), é sempre bom saber como resolver esse problema com economia e inteligência.

Um bom treinador sabe o momento certo de agir!

Um bom treinador sabe o momento certo de agir!

Ao tocar na Pokébola, um círculo colorido começará a pulsar em volta do Pokémon. A cor deste círculo é um indicativo da dificuldade de captura dele: verde para “fácil”, amarelo para “médio” e vermelho para “difícil”. Você pode aumentar as suas chances vendo o tamanho deste círculo. Se a Pokébola tocar o monstrinho quando o círculo tiver o menor diâmetro possível, as suas chances aumentam muito! ― então, espere até o momento certo de lançar. Para aqueles com círculos amarelos e vermelhos, saber dominar esse truque é fundamental.

dica-de-treinadorDica de Treinador: você não precisa esperar que uma Pokébola que tenha falhado suma da tela antes de lançar outra. Toque nelas para que sumam e você já possa tentar novamente a captura. Eficiência é tudo!


Gostou das nossas dicas para treinadores em Pokémon GO? Tem alguma dica para compartilhar com os outros leitores? Deixe aí nos comentários!

Agora, continue as suas lições, jovem treinador, com as outras partes do nosso Guia do Iniciante: