ás

Conheça The Missing One, survival horror indie criado por estúdio brasileiro

Se você ainda acha que jogo brasileiro é sinônimo de produções de baixa qualidade, já passou da hora de rever os seus conceitos. Existem vários projetos nacionais interessantes e de qualidade inquestionável, e mais um parece estar se juntando à lista de games brasileiros imperdíveis. Trata-se de The Missing One, do estúdio carioca Rising Digital Entertainment.

Em The Missing One, os jogadores controlam Gabriel Siegel, um professor de história que sai em uma viagem com alguns de seus alunos. Durante o passeio, algo dá errado e Gabriel acorda em uma estranha ilha sem memórias do que aconteceu com seus alunos. Cabe ao professor, então, encontrá-los e certificar-se de que seus pupilos estão seguros.

the-missing-one-playreplay-03

“O jogo é um survival horror em primeira pessoa, de imersão,” nos explicou Jean Duarte, Gerente de Marketing e Relações Públicas na Rising DE. “Basicamente você tem elementos de exploração, que se dá em uma ilha, onde você precisa descobrir o que aconteceu enquanto você levava cinco alunos para uma espécie de excursão.”

Segundo Jean, para avançar na história será preciso explorar minuciosamente a remota ilha e resolver alguns puzzles. Também podemos esperar conflitos com algum tipo de ameaça na ilha, já que Jean afirma que o jogo envolverá algum tipo de combate. “Estamos trabalhando com um modelo diferente de batalha e encontros, mas não posso adiantar muito pra não estragar a surpresa.”

the-missing-one-playreplay-06

Desenvolvido pela Rising DE, The Missing One estará presente na área indie da edição desse ano da Brasil Game Show, que vai rolar em São Paulo entre os dias 9 e 12 de outubro. E o melhor: haverá uma versão jogável de demonstração do game 100% produzido no Brasil.

Se você estiver na BGS e for curtir a demo de The Missing One, fique atendo a cada detalhe. Afinal, segundo Jean Duarte,”o jogo vai recompensar os jogadores que são atenciosos e observadores.”

Compartilhe

Os comentários estão fechados.