ás

VGM Play – A importância de uma boa trilha sonora

Estamos inaugurando uma nova seção no PlayReplay, dedicada inteiramente a uma parte essencial de um bom jogo: sua trilha sonora.

Grande parte do processo de fixação da experiência de um game está associada às suas músicas. São elas que dão aquele tom de dramaticidade ou alegria, embalando nossos sentimentos conforme progredimos em nossas aventuras. Se você não acredita, que tal experimentar algumas partidas do seu jogo favorito sem som algum?

A ideia do VGM Play é abordar sempre um artista ou jogo diferente, com exceção deste texto à sua frente. Hoje, vamos só dar umas pinceladas iniciais pra deixar você atento ao que vem por aí.


 

A música acima é tema de uma das últimas fases de The Punisher, game lançado para Arcade na década de 90, com um excelente port para Mega Drive. Me arrepio só de ouví-la, principalmente quando lembro do jogo. O peso de saber que estava perto do fim, que as coisas ficariam mais difíceis dali pra frente e que havia de fato um quê de responsabilidade em seguir em frente e derrotar o Rei do Crime. Toda a atmosfera muito bem amarrada por uma música capaz de mexer com os brios do jogador. Sem ela, talvez fosse só um momento como qualquer outro.

the-punisher-arcade

As músicas não estão ali apenas para ornamentar um momento, diga-se de passagem. Em alguns casos elas são utilizadas como parte atuante do jogo, indicando os rumos da história ou acontecimentos futuros. Quem não se lembra das músicas aceleradas de Super Mario Bros. e Street Fighter 2?

https://www.youtube.com/watch?v=OQbJGhPSJPQ

Em outros casos, a sinergia é tão grande que até mesmo os compositores são alçados ao estrelato. Yasunori Mitsuda, por exemplo, compôs a trilha sonora de Chrono Trigger (tema do próximo VGM Play!) com pouco mais de 20 anos, sendo esse o seu primeiro trabalho reconhecido e estopim para uma ascenção meteórica. David Wise, Yuzo Koshiro, Nobuo Uematsu, Koji Kondo, Motoi Sakuraba e Michiru Yamane são outros exemplos de compositores famosos de quem falaremos bastante daqui pra frente.

Conforme a internet crescia e o acesso à informação se tornou mais aberto, não tardou até surgirem intervenções e homenagens de fãs às obras originais. Desde os tributos amadores até profissionais cujas carreiras são inteiramente dedicadas aos jogos, o que não falta por aí é conteúdo pra rechear as nossas playlists. Quer alguns exemplos? Vamos listar apenas homenagens ao mestre Nobuo Uematsu, em diversas releituras por parte dos fãs:

 

Tetrimino

 

Meine Meinung

 

Smooth McGroove

 

ArtificialFear

 

Nos exemplos acima, tivemos quatro versões diferentes de J-E-N-O-V-A, música presente na trilha sonora de Final Fantasy VII. Arranjos diferentes, instrumentos diversos (até a voz, no caso do Smooth) e um mesmo sentimento: um imenso respeito por uma obra que marcou muitos de nós. E esse é só um caso, existem muitos outros com muitos outros artistas talentosos por aí. Você mesmo pode ser um deles, inclusive!

Dito isso tudo, já deu pra perceber o quão vasto é o universo musical dos games, certo? Então até o próximo VGM Play!

Os comentários estão fechados.