Conecte-se conosco.

Especial

Cobertura Comic Con Experience 2015: que a edição 2016 seja mais épica ainda

Publicado

em

O PlayReplay esteve no espaço São Paulo Expo na quinta e na sexta-feira (dias 03 e 04/12), mas viu o suficiente para ter provas de que a CCXP conquistou de vez um posto cativo no calendário dos geeks, nerds e fãs da cultura pop a partir de sua segunda edição brasileira realizada neste ano.

O som ambiente para quem estava chegando ao portal de entrada, a somente 100 metros de efetivamente cruzar as catracas, foi instalado para que a chamada “Experiência Comic Con” existisse de fato. Da entrada para dentro, além da música, o público encontrou um amplo espaço cheio de estandes, artistas independentes, auditórios, lojinhas e produtos Star Wars em todos os cantos possíveis.

ccxp-2015-playreplay-122

Efeito Star Wars

Entre um estande e outro, um adereço da famosa saga Star Wars estava exposto e ganhava destaque em relação aos outros itens, fosse um personagem em formato de boneco colecionável ou uma camiseta oficial.

Veja também:

– Desperte a Força em seu smartphone com Star Wars: Galaxy of Heroes
– E se A Ameaça Fantasma não for o pior Star Wars?

Como o dia 17 de dezembro está próximo, data em que o filme Star Wars: O Despertar da Força estreia em todo o território nacional, a CCXP montou um transmissor do trailer do filme com direito a contagem regressiva para a data de exibição nos cinemas e uma Star Wars Store oficial — pequena para o potencial e procura dos fãs, mas que manteve uma enorme fila de acesso desde o horário da manhã até à noite durante os dois dias.

Foi admirável ver que todo o frenesi criado pelo anúncio e trailers do novo filme da saga Star Wars estava materializado em cosplays, produtos oficiais e fotos com a fantasia completa e fiel de Darth Vader exposta por uma loja localizada na entrada.

Painel extraordinário da DC Comics

Essa apresentação foi o ápice do primeiro dia de Comic Con. Sem criar filas quilométricas, Dan Didio e Jim Lee, lendas vivas da construção do imaginário do universo DC, subiram no palco do Auditório Cinemark e palestraram para 4.000 pessoas sobre a DC Comics de ontem e de hoje. “Eu estive no Brasil há 20 anos, desculpe por não ter voltado antes”, disse Lee. Devido ao atraso no lettering (CG) da tela que transmitia a imagem dos dois, apenas algumas pessoas conseguiram entender esse desabafo de Jim Lee.

As novidades anunciadas arrancaram palmas cheias de energia do público eu foi ao delíria ao saber que estão sendo desenhadas três novas séries: Nuclear, Caçador da Morte e Aquaman com a Liga da Justiça.

Para encerrar o painel, os dois deixaram suas mensagens inspiradoras. “Não desistam, artistas. Parece distante, mas foi difícil e estranha a jornada até aqui – até para o Frank Miller. O legal é que você não sabe aonde vai parar daqui 20 anos. Abram seus corações“, pediu Jim Lee. “Nossas históricas tocaram tantas pessoas aqui… nós temos que contar boas histórias”, refletiu Dan Didio.

Representando os games nacionais

A Lenda do Herói, jogo totalmente nacional para PC que alcançou a meta final de arrecadação de R$280.000 durante 11 dias em um site de crowdfounding, faz com que o próprio herói e protagonista da aventura cante sua jornada através de uma música que muda conforme o que o jogador fez ou deixou de fazer no gameplay.

No meio de seus fãs mais fervorosos presentes no Auditório Prime, Marcos e Matheus Castro contaram detalhes da concepção da ideia para o jogo até o estágio atual do desenvolvimento do game durante seu painel.

Grandes destaques

Sem sombra de dúvidas, a instalação da Netflix foi um dos locais mais disputados e movimentados nos dois dias em que estivemos na CCXP. Durante o dia, a produção do site de streaming proporcionou um gigante karaokê com músicas conhecidas de suas séries originais. À noite, os participantes enfrentavam a máquina da verdade afirmando conhecer detalhes sobre os personagens das mesmas séries.

Veja também:

– Netflix pode estar produzindo nova série de TV de The Legend of Zelda
– Acredite, uma série live-action de The Legend of Zelda pode funcionar

Para os amantes do esporte, opções não faltavam: escalar uma parede no estande de Uncharted 4 – A Thief’s End, nadar em uma piscina de bolinhas brancas e azuis montada pela Disney/Pixar para divulgar Procurando Dory, jogar Magic até não querer mais e dançar as músicas de Just Dance 2016 até cansar.

Sem atrações divertidas, os estandes da Panini, Comix Book Shop, Maurício de Sousa, JB e as lojas de itens colecionáveis com preços astronômicos disputavam a atenção do público. As barracas de artistas independentes também contaram com um enorme público . Como é tradição, essa é a parte mais pura e mágica de toda Comic Com.

Cosplays criativos

O número de pessoas vestidas de cosplay foi aumentando de quinta para sexta-feira. Encontramos várias personalidades marcantes: Mr. Satan (saga Dragon Ball), Naruto, Mérida, Sininho, Vampira (X-Men), Arrow, Frodo e Gandalf (saga O Senhor dos Anéis), Batman, Ghostbusters, Raiden (saga Mortal Kombat), Marty McFly e Emmett Brown (De Volta Para o Futuro), Cavaleiros do Zodíaco, Malévola e, claro, os Stormtroopers que se espalharam por todo o espaço.

Maurício de Souza e seus 80 anos

Escutando o som de gritos que diziam “abre a porta aí”, Maurício de Sousa respondeu perguntas de um público completamente fanático por seu trabalho. Ele revelou que a Luluzinha, personagem de HQ norte-americana, lhe deu a coragem de simplificar seus traços, além de contar histórias sobre o início de sua carreira quando se dividia entre repórter de dia e desenhista/quadrinista à noite e entoar a melodia da Marcha Imperial quando foi surpreendido pela “invasão” repentina de Darth Vader e três Stormtroopers.

Durante a apresentação, soubemos que para 2016 teremos Graphic Novels de Papa-Capim, Bidu 2, Mônica (pelas mãos de Bianca Pinheiro, a ilustradora de Bear) e Astronatura III. Na verdade, a notícia mais aclamada de todas foi o anúncio de Turma da Mônica: Laços – O Filme em Live Action. Maurício de Sousa até chorou de tanta emoção devido a receptividade do público. Sidão, um de seus editores, revelou que o roteiro do filme está em fase de desenvolvimento. Essa é a primeira vez que um personagem de Maurício de Sousa vai parar na tela do cinema em formato Live Action.

O painel que sacudiu a CCXP

Kelly Cristina Nascimento, Flávia Gasi, Gabriela de Sousa Borges, Rebeca Puig e Jessica Tauane refletiram sobre o verdadeiro sentido do Girl Power na cultura pop no painel Furiosas: Mulheres que Chutam Bundas. “É preciso produzir mais, meninas. E acreditem: somos 48% do público consumidor de HQ’s”, disse Kelly Cristina. Esse é um breve resumo do que foi dito no painel.

Personagens como a Batgirl, Jessica Jones, Piper (OITNB) e Annalise (HTGWM) foram debatidas durante todo a discussão. Juntas, as participantes do painel construíram um raciocínio que comprova o quanto ainda há para se fazer, representar e conquistar.

Épicamente épico

Praticamente, tudo foi assunto na CCXP: filmes nacionais e internacionais que prometem serem aplaudidos de pé em 2016, as séries originais do Netflix mais assistidas e amadas de 2015, HQs de todos os tempos, desenhos animados que já se tornaram ícones da cultura mundial, jogos de videogame que foram praticamente lançados agora ou que sairão no ano que vem… até mesmo a trajetória dos jogos de tabuleiro no Brasil e no mundo lotou o Auditório Ultra na sexta-feira.

Devido a essa pluralidade de temas, a procura do público pelas atrações foi tão grande que a equipe responsável pela logística do cronograma de atividades não deu conta de tudo o que deveria ter feito. As informações entre eles eram desiguais para qualquer tipo de dúvida que surgisse, as filas para os auditórios, alimentação de alto custo e atrações mais cobiçadas eram enormes e duravam horas…

Outros probleminhas fugiam do controle da equipe do evento, como o infeliz episódio com o pessoal do Pânico na Band com cosplayers (que resultou, inclusive, em uma carta de repúdio por parte dos organizadores e no banimento do programa de TV das próximas edições da CCXP) e no término repentino do aguardado painel de Jessica Jones, com Krysten Ritter e David Tennant, aparentemente a mando da equipe da Netflix. A cara de constrangimento do ator deixou claro que o que estava acontecendo não era normal e muito menos esperado, pelo menos não por parte dos atores.

A impressão que passava era a de que o staff não se colocava no lugar do público para pensar como ele, se antecipar e evitar que as confusões e perca de tempo acontecessem. Mas mesmo esses problemas não foram capazes de tirar o brilho do evento.

O galpão onde foi realizada a CCXP é grande, mas é fácil de se mapear e espaçoso o bastante para abrigar famílias inteiras juntas pelo mesmo ideal: usufruir de uma Comic Con.

Segundo o dicionário, o termo “épico” é usado para adjetivar um feito memorável, extraordinário, uma proeza, algo muito forte e intenso. Até mesmo as frases dos banners pendurados no teto nos devolvem ao chão dizendo que estávamos presenciando uma edição brasileira do evento.

Independente dos problemas que rolaram nessa edição da feira, a equipe da CCXP mostrou mais uma vez que é possível sim ter um evento desse porte no Brasil, que nosso país tem público pra isso e que foi-se o tempo em que ser chamado de nerd era uma coisa ruim. E se esse rótulo ainda tiver quaisquer conotações pejorativas, azar o de quem ainda tiver preconceito. Porque, sejamos sinceros, basta dar uma olhada nas fotos dessa postagem para ver que nós, nerds, saímos ganhando.

E que venha a CCXP 2016!

Compartilhe

Gamer desde o Alex Kidd do Master System II brasileiro até o Playstation, trabalha como Chief Dialog Designer para interfaces com foco em UX. É pós-graduada em roteiro audiovisual e seus jogos preferidos são os indies e os clássicos. Não vive sem literatura, séries, trilhas sonoras e um baralho na mochila!

Especial

Panini | Álbum da Copa 2018 será lançado em 20 de março

Cada pacotinho com cinco cromos cada custará R$ 2,00

Publicado

em

Tenha você 7 ou 70 anos, já sabe: chegou a hora de comprar seus pacotinhos, chamar os amigos e partir para as trocas (ou partidas de bafo), a fim de completar o tradicionalíssimo Álbum da Copa do Mundo!


Veja também:


A editora Panini fez uma live em seu facebook, que você pode ver logo abaixo, e, nela, anunciou oficialmente o lançamento do álbum de figurinhas da Copa do Mundo Russia 2018. Confira:

Além de revelar a data de lançamento para o próximo dia 20 de março, a editora também confirmou o preço dos pacotinhos, que custarão R$ 2,00 e virão com cinco cromos cada.

O álbum será vendido nas melhores bancas do país, mas também em lojas de brinquedo, livrarias e até postos de gasolina, tanto em versão normal como em capa dura, que é um pouco mais bonita e resistente que a normal.

Compartilhe

Continue lendo

Especial

PlayReplayers | Veja quem foi o vencedor de fevereiro e saiba como participar

Saiba quem levou o prêmio da promoção em fevereiro e descubra como participar e concorrer a prêmios todo mês

Publicado

em

Você sabia que leitores do PlayReplay podem concorrer a prêmios mensalmente participando do nosso grupo no Facebook? Não? Pois é, agora você já sabe e também pode participar dessa brincadeira!


Veja também:


O vencedor do prêmio do mês de fevereiro foi Elias Bernardo, que acumulou incríveis 29 pontos! Em segundo lugar ficou Bárbara Cerqueira, com 15 pontos. E em seguida, na terceira posição, ficou o Alexander Martins somando 12 pontos.

A galera se desdobrou para completar os desafios publicados no grupo, tendo de provar ter o conhecimento necessário para vencer a gincana temática sobre filmes. O prêmio de fevereiro foi um maneirísimo Funk Pop do Iron Man, e você confere o vencedor e seu troféu na foto logo abaixo!

O Elias somou 29 pontos em fevereiro e levou pra casa o Funko do Iron Man!

A gincana de março tem como temática as séries de TV, então corre lá no grupo para participar pois logo começaremos a publicar os desafios! E não esqueça que no final do ano tem um grande prêmio!

Abaixo você confere os cinco primeiros colocados no placar geral da nossa gincana de 2018.

Placar geral 2018 – Os 5 primeiros colocados (até agora)

  • Elias Bernardo – 47 pontos
  • Ramon Oliveira de Souza – 27 pontos
  • Carolline Chaves – 25 pontos
  • Alexander Martins – 18 pontos
  • Bárbara Cerqueira – 15 pontos

Vencedores (até o momento)

  • Janeiro – Carolline Chaves
  • Fevereiro – Elias Bernardo
  • MarçoEm breve

Como participar

Para participar da nossa gincana e concorrer aos prêmios basta fazer parte do PlayeReplayers, nosso grupo no Facebook, preencher o formulário de participação e começar a testar seus conhecimentos no grupo!

Mais informações podem ser encontradas neste post no nosso grupo.

Boa sorte!

Compartilhe

Continue lendo

Especial

Top 10 jogos indies na eShop do Nintendo Switch

Publicado

em

Hoje em dia, lançar um jogo como desenvolvedor indie se resume em ouvir repetidamente a frase “vou esperar pra ver se sai no Switch”. E entre ports de jogos antigos, novos indies multiplataformas ou títulos exclusivos, a portabilidade do console da Nintendo fez dele uma excelente casa para os indies.


Veja também:


A cada semana dez ou mais jogos de desenvolvedores independentes chegam à eShop do sistema. Amém pela diversidade, mas o layout simplista da loja torna difícil encontrar as pérolas escondidas entre os mais de 300 jogos que lá estão. Então caso esteja procurando algo para jogar nas férias de fim de ano ou um presente de natal de última hora para um fã da nintendo, eis aqui as melhores opções.


10 – Yooka Laylee

O retorno da Rare de antigamente chegou a pouco tempo no Switch, mas logo se provou a versão definitiva do game, ao se mostrar livre de diversos bugs que permeavam o lançamento original, e receber vários updates de melhorias da qualide de vida. Para fãs de platformers 3D e Colectathons, não pode deixar de ser recomendado.

9 – Slime San

Slime San é um jogo simples e caricato, estilo retrô e pixel-art de poucas cores que, por trás de todo o seu charme infantil, esconde um 2D-platformer incrívelmente difícil e orientado para Speed Run, repleto de itens para colecionar e coisas para desbloquear.

8 – Snake Pass

Outro excelente 3D platformer e colectathon com um compositor clássico (no caso, David Wise), o interessante aqui é que você não só comanda uma cobra, como também deve pensar como uma cobra, ao se esgueirar e contorcer para chegar nos seus objetivos. Divertido e inovador!

7 – Axiom Verge: Multiverse Edition

Enquanto Setembro trouxe Samus de volta ao 2D no 3DS, o Switch recebeu um excelente port de Axiom Verge, um metroidvania inspirado na era do NES, que conta com excelentes chefões e armas super divertidas (Glitch Gun sendo um destaque).

6 – Shovel Knight: Treasure Trove

Como você pode conferir em nosso review , Treasure Trove traz todo o conteúdo já lançado para Shovel Knight (quiçá o melhor jogo a ter saido de um Kickstarter) em adição à tudo o que está por vir no começo do ano que vem com a campanha grátis King of Cards, focada no King Knight e com a adição de um modo vs de multiplayer!

5 – Crawl

Com uma pegada de fliperama, Crawl é um dungeon crawler com multiplayer assimétrico, no qual um jogador controla o herói e os demais controlam os monstros. Quem der o golpe final no herói assume a forma humana e os papéis invertem. Divertidíssimo pra jogar com amigos ou até mesmo sozinho.

4 – Overcooked: Special Edition

Desde que o Nintendo Switch foi anunciado, havia um clamor para que Overcooked fosse portado para o sistema. Rápido de entender e com um multiplayer local frenético, esse simulador caótico de uma cozinha de restaurante é perfeito para a proposta do console híbrido da Nintendo.

3 – Golf Story

Pegando a todos de surpresa, esse jogo exclusivo do switch mistura elementos de progressão de RPG com o estilo de golf clássico de jogos portáteis (como os Mario Golf de GBC e GBA). Com histórias e personagens cativantes – e muito mais o que fazer além de só jogar golfe – Golf Story é um grande exemplo dos Nindies exclusivos.

2 – Stardew Valley

O simulador de fazenda que nós queriamos mas não merecemos. Feito por uma só pessoa, finalmente conseguimos um jogo pra suprir aquela necessidade que Harvest Moon e Story of Seasons não têm saceado. A possibilidade de jogar rápidamente numa pausa pro almoço ou logo antes de dormir faz com que os anos nessa comunidade rural virtual passem rapidamente e fazem da versão do Switch um dos jogos que você mais rapidamente chegará às centenas de horas.

Menções honrosas: 

Jackbox Party Pack 1-4, Mighty Gunvolt Burst, The Sexy Brutale, Graceful Explosion Machine, Gonner, Kingdom Two Lands, Has Been Heroes e SteamWorld Dig 2.

1 – Snipperclips

Não é a toa que a Nintendo resolveu colocar Snipperclips na line-up de lançamento do Switch. Ao contrário de 1,2,Switch e seus diversos problemas e limitações, esse indie é um exemplo perfeito do potencial do sistema. Como mencionei ao seu desenvolvedor: é difícil criar um jogo de quebra-cabeça com uma mecânica inovadora. Mais difícil ainda é criar um que permita multiplayer de forma organica. Acima de tudo, é incrívelmente complicado criar um jogo de quebra-cabeça com alto fator replay. Conseguir realizar tudo isso na primeira versão de um jogo de uma franquia nova, é algo de se aplaudir de pé.

Curiosidade: 5 dos top 10 jogos começam com a letra “S” de switch. Coincidência? Fica ai a dica pra você desenvolvedor…

Compartilhe

Continue lendo

Últimas notícias

Anime47 minutos atrás

Darling in the Franxx | Episódio 16 só irá ao ar no dia 5 de maio

Antes disso teremos um episódio de recapitulação

Séries15 horas atrás

Westworld | HBO libera novo trailer da segunda temporada

Novo ano estreia neste domingo, dia 22

Games19 horas atrás

Wonderful 101 | Platinum Games quer trazer o jogo para o Switch

Apesar de nada estar confirmado, o estúdio está negociando o port do game com a Nintendo.

Séries22 horas atrás

The 100 | Quinta temporada da série em clipe inédito

Série volta para novos episódios no dia 24 de abril

Séries2 dias atrás

Grey’s Anatomy | Série é renovada para sua temporada 15

ABC confirma mais episódios para o drama hospitalar favorito dos EUA

Séries2 dias atrás

Os Simpsons | Morre Waldyr Sant’Anna, o primeiro dublador do Homer

Dublador tinha 81 anos

Games2 dias atrás

Pokémon | Game Freak registra marca “Ultra Shiny”

Ainda não se sabe o que significado o novo termo terá na famosa franquia dos monstrinhos.

Música3 dias atrás

Taylor Swift | Cantora participa de Babe com Sugarland

Música foi disponibilizada oficialmente em vídeo no YouTube

Games3 dias atrás

Puzzle Fighter | Capcom decide acabar com jogo mobile

Infelizmente, o jogo será retirado da Google Play Store e da App Store em julho.

Anime3 dias atrás

Aggretusko | Anime já está disponível na Netflix brasileira

Confira todos os episódios online para streaming

Música3 dias atrás

Avicii | DJ morre aos 28 anos

Causa da morte não foi revelada

Games3 dias atrás

Ao vivo | Assista à equipe do PlayReplay jogando Fortnite

Vargolino, Luciana, Rodrigo e Thomas estarão ao vivo no canal do PlayReplay no Twitch

Games3 dias atrás

Pokémon | Parada anual de Pikachus em Yokohama está marcada para agosto

Fumiko Hayashi veta nova colaboração com o jogo Pokémon Go

Cinema3 dias atrás

He-Man | Aaron e Adam Nee vão dirigir novo filme do personagem

He-Man e os Mestres do Universo sai em dezembro de 2019

Games3 dias atrás

Graveyard Keeper | Confira o novo trailer do jogo

Infelizmente, ainda não há previsão de lançamento para o jogo no PC e Xbox One.

Em alta