Conecte-se conosco.

Games

7 dicas para iniciantes em Fortnite Battle Royale

Publicado

em

Jogos como Fortnite Battle Royale podem ser bem divertidos, mas também não são os mais fáceis de aprender para quem nunca experimentou algo parecido antes. Há vários detalhes importantes que não são mencionados no próprio game, mas que garantem a sua sobrevivência por mais tempo. Fora que com milhões de pessoas já jogando o título há algum tempo, é bem complicado de começar a jogar sem qualquer conhecimento sobre ele.

É exatamente por isso que preparamos uma lista com 7 dicas importantes para qualquer iniciante que quiser começar suas aventuras em Fortnite Battle Royale. Confira logo abaixo!


Veja também:


 

7. Evite lugares populosos

Quando tiver que escolher um local para aterrissar bem no início das partidas, preste atenção onde a maioria dos jogadores está indo. Geralmente, eles vão para lugares com mais casas e prédios, onde é possível encontrar bastante loot.

Embora seja uma boa ideia se você já tem uma noção e experiência do jogo, é melhor evitar essa estratégia quando se está começando a jogar. Em vez disso, sugerimos que escolha lugares com menos gente e se possível com alguma casa por perto para encontrar alguma arma útil.

 

6. Pegue tudo o que encontrar

A melhor maneira de sobreviver em jogos como Battle Royale é estando bem equipado e bem posicionado. O seu posicionamento depende de vários fatores, mas o equipamento depende de você explorar e pegar tudo o que puder encontrar.

Sejam armas melhores, armadilhas, munição, armaduras, etc. Pegue tudo o que puder no início e aprenda o que funciona melhor em cada situação ou para o seu estilo de jogar.

 

5. Evite as batalhas quando puder

Logo no início da partida, você notará que as mensagens de “tal jogador matou outro jogador” serão constantes, até porque cerca de 100 jogadores estarão no mapa ao mesmo tempo. Com tanta gente ao seu redor, este acaba sendo um momento bem perigoso e é por isso que você deve evitar qualquer combate se puder.

Vá procurando seu loot com calma, preste atenção ao seu redor, ouça todos os sons com cuidado e se esconda a qualquer sinal de perigo. Isso vai ter dar uma boa noção das mecânicas principais do jogo, para que então possa partir para a batalha quando estiver mais preparado.

 

4. Preste atenção no mapa

Assim como acontece em PlayerUnknown’s Battlegrounds, há um círculo seguro mostrado no mapa de Fortnite Battle Royale. Caso não fique dentro deste círculo, seu personagem simplesmente morre.

Até aí tudo bem, mas é importante notar que o círculo vai diminuindo conforme a partida progride e você sempre ficar atento nisso, senão corre o risco de morrer por bobeira. Como o próprio game avisa quando o círculo está prestes a diminuir, é mais fácil de posicionar corretamente.


Veja também:


3. Não saia atirando em tudo que ver

A pior coisa que você pode fazer como um iniciante de Battle Royale é achar uma arma qualquer e sair atirando em qualquer jogador que encontrar na sua frente. A dica sobre evitar combates vale aqui também, especialmente porque você não tem como saber se há outras pessoas por perto que podem te matar depois de um segundo.

Escolha suas batalhas com sabedoria, veja se o jogador realmente está sozinho e se é possível começar a atirar sem ele te notar nos primeiros momentos. Além de ser um método mais garantido no começo, você também irá criar uma noção melhor de como se posicionar e de que estratégias pode usar em certas situações.

 

2. Fique atento ao seu inventário

Já recomendamos que você deve pegar todo o loot que encontrar pela frente, mas conforme você vai sobrevivendo e encontrando novos itens, é necessário ficar de olho no seu inventário.

Você tem um espaço consideravelmente limitado, então é preciso balanceá-lo com itens realmente úteis. Não adianta ficar guardando cinco tipos da mesma arma, por exemplo. Tente manter pelo menos uma arma de curta distância, uma longa distância, vários curativos e granadas se for possível.

 

1. Não deixe rastros

Mesmo como um iniciante em Battle Royale, é importante saber um dos aspectos mais importantes de um jogo como este. Esconder seus rastros ou qualquer evidência de que você esteve em um lugar é  de extrema necessidade caso queira sobreviver por mais tempo em suas partidas.

Imagine que você encontrou uma casa cheio de loot e decide entrar para abastecer seu inventário: você deixa a porta aberta e fica em pé ao lado da janela. Acredite, leva apenas alguns segundos para outro jogador te ver e te matar nesta situação.

Por isso, sempre feche as portas (mesmo se estiver só saindo da casa em que estava), fique agachado perto de janelas e não deixe um rastro de itens jogados por onde passar. Isso vale especialmente no final das partidas, quando poucas pessoas estiverem no mapa procurando uns aos outros.

Compartilhe

Seus irmãos a viciaram em video games antes que ela aprendesse a falar, e agora ela passa os dias escrevendo sobre isso para sites misteriosos.

Comentários

Games

The Surge (PS4) | Assista agora ao nosso gameplay ao vivo no Twitch

Publicado

em

Nem sempre jogatina significa relaxar! Fãs de Dark Souls ou jogos de dificuldade elevada conhecem bem esse paradigma! Hoje, Vargolino não estará para brincadeira, pois iniciará sua jornada em The Surge, jogo que é tão difícil quanto a série souls, mas traz um ar mais futurista na trama!

Dessa vez, os inimigos não são mortos-vivos, cavaleiros, ou monstros gigantes e sim, robos! Eles estão espalhados por todo o lugar e, destruí-los, com certeza vai ajudar na aventura, já que as peças que eles soltam são itens importantes para fazer novas armas e aprimora-las. Será que Vargolino conseguirá sobreviver nesse ambiente, mesmo com o treinamento intenso em Dark Souls? Entre na nossa live e confira:

Watch live video from PlayReplayBR on www.twitch.tv

Compartilhe

Continue lendo

Críticas

We Happy Few | Poucos motivos para jogar

Bom mesmo seria poder esquecer esse jogo

Publicado

em

We Happy Few é um jogo de aventura e tiro em primeira pessoa desenvolvido pela Compulsion Games e publicado pela Gearbox com download para PC, PlayStation 4 e Xbox One. Depois de conquistar algum hype em sua versão early access, desde 2016 o game foi conquistando o interesse dos fãs e da mídia especializada.


Veja também:


Grande parte do interesse veio do interessante contexto escolhido para a narrativa, uma versão alternativa dos anos 1960. Na distópica cidade de Wellington Wells, as pessoas estão abusando de uma droga alucinógena que consegue mascarar a horrível realidade do mundo e, ao invés de mostrar a verdadeira sociedade em colapso, faz o usuário vislumbrar um mundo festivo e em constante alegria.

Não bastam boas intenções

O problema é que, por mais que a trama comece interessante e repleta de paralelos com obras clássicas como 1984 e Brazil, uma história intrigante simplesmente não é o bastante para segurar um jogo de videogame pessimamente acabado. A impressão é que ele devia continuar pelo menos mais um ano no forno sendo lapidado pela equipe de desenvolvimento.

Em sua forma atual, We Happy Few parece um filho bastardo, burro, feio e largado de Bioshock e Zombi U. Do primeiro jogo, veio a vontade de criar uma atmosfera e narrativa imersivas. Do segundo, as mecânicas de sobrevivência e a jogabilidade meio truncada. O resultado final, infelizmente, é um crime da genética videogamística.

Em meu teste, eu não consegui jogar mais do que cinco horas da campanha, porque simplesmente não estava conseguindo tirar qualquer diversão das péssimas mecânicas e sistemas do jogo. Andar pelos mapas semi-abertos em busca de itens e missões paralelas é tão gratificante quanto passar uma tarde no banco pagando boletos. Acredite,  só não é mais chato que os combates do jogo!

Cada embate, sem falta, me fez ter vontade de largar o controle e ir fazer qualquer outra coisa da minha vida. O sistema de física é péssimo e, aliado aos controles travados, faz com que nenhum golpe seja minimamente gratificante. O que é lamentável, já que combates são até bem frequentes na jornada.

Uma droga de jogo

O que se salva, então, são os momentos sem ação, quando é possível ficar imerso no mundinho graças à boa dublagem, presente até nos menores NPC. O sotaque britânico da galera ajuda na imersão e soa bem agradável aos ouvidos, e o roteiro até consegue ser interessante o bastante em seus diálogos e contextualização do universo.

No entanto, a estrutura das missões é tão chata que também joga esses trunfos para escanteio. Como nos piores sandbox, a maioria das missões consistem em “busywork”; em “bancar o office boy”. São coisas do tipo “vá até o ponto tal e ache fulano”, ou “entre no prédio tal para pegar item tal”. É a burocracia máxima em sua pior forma.

Como falei, eu não aguentei jogar mais do que cinco horas de We Happy Few, então sempre é possível que, ao menos nas horas seguintes, as coisas melhorem um pouco. Mas eu não apostaria nisso, até porque, mesmo que o jogo mude totalmente de foco, o gameplay continuaria sendo péssimo. Se pelo menos existisse uma droga para me fazer esquecer do meu tempo com o jogo…

We Happy Few
3 Nota
Leitores 0 (0 Notas)
Prós
  • Narrativa interessante
  • Tema criativo
Contras
  • Péssimo gameplay
  • Missões tediosas
Avaliação
We Happy Few possui ideias interessantes, especialmente na sua história, personagens e ambientação. No entanto, uma péssima execução do gameplay torna o jogo quase intragável. Uma pena.
O que as pessoas acharam... Deixe a sua avaliação!
Sort by:

Seja o primeiro a deixar uma avaliação.

User Avatar
Verified
{{{ review.rating_title }}}
{{{review.rating_comment | nl2br}}}

Show more
{{ pageNumber+1 }}
Deixe a sua avaliação!

Compartilhe

Continue lendo

Games

Overwatch | Jogo estará de graça no fim de semana

O game poderá ser aproveitado sem custo no PC, PlayStation 4 e Xbox One.

Publicado

em

Aproveitando o evento de verão que está acontecendo durante este mês, a Blizzard disponibilizará Overwatch de graça por alguns dias.

Assim como nas outras ocasiões, o game poderá ser baixado e jogado sem qualquer custo durante o fim de semana  no PC e consoles.

Isso inclui acesso a todos os 28 personagens, 18 mapas e praticamente todos os modos, com excecão apenas do modo competitivo.

Esse período gratuito começa já nesta quinta-feira, dia 23 de agosto, e deve durar até a madrugada de domingo para segunda-feira.

O melhor é que qualquer progresso feito na sua conta será mantido caso se comprar a versão completa algum dia.

Compartilhe

Continue lendo

Últimas notícias

Games1 dia atrás

Overwatch | Jogo estará de graça no fim de semana

O game poderá ser aproveitado sem custo no PC, PlayStation 4 e Xbox One.

Games4 dias atrás

PlayerUnknown’s Battlegrounds | Versão mobile já teve mais de 100 milhões de downloads

Jogo atinge sucesso mundial apenas quatro meses após lançamento

Anime4 dias atrás

Crunchyroll | Plataforma fará maratona de animes dublados no Twitch

Será possível assistir aos animes online de graça em transmissão que terá Free! Iwatobi Swim Club e Youjo Senki dublados...

Games4 dias atrás

Ao vivo | Assista à equipe do PlayReplay jogando Fortnite

Vargolino, Luciana, Rodrigo e Thomas estarão ao vivo no canal do PlayReplay no Twitch

Games5 dias atrás

Diablo | Nintendo Switch recebe a Eternal Collection ainda em 2018

Game terá conteúdo exclusivo de The Legend of Zelda

Anime1 semana atrás

One Punch Man | 2ª Temporada do anime ganha teaser trailer

Novos episódios estreiam em abril de 2019 pela JC Staff

Quadrinhos1 semana atrás

CCXP 2018 | Carlos Ruas é confirmado na feira

Autor de Um Sábado Qualquer e Cães e Gatos estará nos quatro dias da feira

Música2 semanas atrás

Evanescence | Álbum, Blu-ray e DVD Synthesis Live chega em outubro

Um verdadeiro presente para os fãs da banda

Games2 semanas atrás

Red Dead Redemption 2 | Rockstar revela o primeiro trailer de gameplay

Segura, peão!

Especial2 semanas atrás

Participe agora mesmo do Forum PlayReplay!

Vem trocar uma ideia com a gente!

Últimas Notícias2 semanas atrás

Fortnite Battle Royale | Confira os desafios da 5ª semana da 5ª temporada

Os novos desafios acabaram vazando antes da hora.

Música2 semanas atrás

Drake | Veja o clipe de In My Feelings, single do disco Scorpion

Faixa faz parte do disco Scorpion

Games2 semanas atrás

A Dark Room | Jogo é anunciado para o Switch

O game de aventura em texto deve chegar ainda este ano no console.

Games2 semanas atrás

Detroit: Become Human | Título conta com 1,5 milhão de jogadores

O game também já foi jogado por cerca de 20 milhões de horas no PS4.

Games2 semanas atrás

Doom Eternal | Gameplay do jogo será revelado esta semana

Doom Eternal recebeu apenas um teaser bem curto durante a conferência da Bethesda na E3 deste ano, mas logo deve...

Em alta