Conecte-se conosco.

Especial

Especial: Conheça um pouco mais de cada um dos portáteis Nintendo

Publicado

em

Meu primeiro portátil foi um Game Boy Pocket, comprado durante a febre Pokémon, nos idos dos anos 90. Na época a situação andava apertada, crises aqui e ali e meus pais fizeram um grande esforço para me presentear com o pequeno prateado, que foi companheiro inseparável por anos e anos. Depois vieram outros, mas o primeiro tem um lugar especial na coleção, ainda que isso tenha acontecido há 15 anos.

Agora a família de portáteis da Nintendo cresceu um pouquinho mais, com a chegada do New Nintendo 3DS. Mais potente, botões adicionais, tela melhorada e games exclusivos, para levar à loucura qualquer gamer que se preze, fã ou não do gadget de duas telas.

Essa história começou lá atrás, com o Game & Watch, na década de 80, e passa pelo estrondoso Game Boy Color e seus demais irmãos, até chegarmos à geração DS. Que tal aproveitarmos para relembrar cada passo dessa vistosa e bem-sucedida trajetória?

Ah! Aproveite o espaço dos comentários logo abaixo e conte-nos como foi seu primeiro contato com um portátil Nintendo!

 

game-watch-playreplay

O começo de tudo. Lançado em 1980, o Game & Watch foi a primeira incursão da Big N no mundo dos games. Eram portáteis com apenas um jogo, desde os mais simples com apenas dois botões de ação, até os mais complexos que trouxeram a tecnologia do direcional em cruz. Com mais de 40 milhões de unidades vendidas em todo o mundo, ao longo dos seus mais de 50 modelos diferentes, não dá pra negar que Game & Watch foi um sucesso.

Daqui surgiu Mr. Game & Watch, um dos personagens da série Super Smash Bros., de Masahiro Sakurai.

 

gameboy-playreplay

Game Boy e Tetris formaram uma dupla de peso no fim dos anos 80 e começo da década seguinte. Criado por Gunpei Yokoi, o portátil tem milhões e milhões de fãs até os dias de hoje, sendo tratado como relíquia em qualquer coleção que se preze. Comparado aos seus irmãos 20 anos mais novos, o primeiro Game Boy era um tanto quanto pesado para se carregar por aí, além da limitação de seu display verde. Acha que isso incomodava a galera jogadora da época? Claro que não! Além de ter um bom preço, o aparelho tinha autonomia de mais ou menos 20 horas, com quatro pilhas AA. Saudoso!

 

super-gameboy-playreplay

Com o Super Game Boy você podia usar seus cartuchinhos do portátil em um Super Nintendo, saindo da telinha para a tela da sua TV. Por questões de proporção, era possível preencher a tela com bordas temáticas para cobrir o espaço deixado em sua tela de CRT de 4:3.

 

virtual-boy-playreplay

Nem só de vitórias se vive a vida, Nintendo! E o Virtual Boy existe para provar isso!

O “portátil” que só podia ser utilizado em cima de uma mesa, com um tripé, também é criação de Gunpei Yokoi e prometia revolucionar a forma como enxergávamos os games até então. Com duas telas no formato de um óculos, o Virtual Boy nos oferecia um primeiro contato com a tecnologia 3D. Porém, para economizar nos custos, o console só era capaz de exibir games em vermelho e preto, o que limitou muito sua popularidade.

Outros pontos negativos como a ausência de jogos, o preço elevado e o fato de causar náuseas em seus usuários decretaram o fim prematuro do console, que hoje serve apenas como peça de museu. Faz parte!

 

gameboy-pocket-playreplay

Mais leve e menor que o primeiro Game Boy. Sai o verde da tela para dar lugar ao autêntico preto e branco. Com todas essas vantagens, aceitava todos os cartuchos lançados até ali para o portátil e consumia menos energia: apenas duas pilhas AAA.

 

gameboy-light-playreplay

Esse, só os japoneses viram. Pra quem curtia jogar no escuro, o Game Boy Light tinha uma tela iluminada por trás do display, que podia ser ligada ou desligada de acordo com a necessidade do jogador. Excelente ideia!

 

gameboy-color-playreplay

A primeira mudança realmente impactante, desde o lançamento do primeiro Game Boy, 9 anos antes. O Game Boy Color contava com uma paleta de 56 cores que podiam ser utilizadas, inclusive, nos games lançados anteriores ao portátil, dando uma nova cara às velhas aventuras. Se você achou injusto que o New 3DS tenha games não-compatíveis com seus antecessores, saiba que o drama por aqui era praticamente o mesmo, já que alguns games tornaram-se exclusivos do Game Boy Color.

Foi lançado em diferentes cores e modelos, alguns comemorativos, inclusive. Acompanhou o boom da série Pokémon e teve grande aceitação em território brasileiro.

 

gameboy-advance-playreplay

De Game Boy, só tinha o nome, já que a proposta do Game Boy Advance ía muito além dos demais. Foi uma total ruptura, com um formato diferente, impressionantes 32 bits e uma biblioteca de dar inveja a muitos consoles de mesa da época, além de ser retro-compatível com os outros Game Boys. Foi o lar de muitos bons RPGs e games de plataforma, mas foi com Pokémon Ruby / Sapphire que a coisa pegou fogo: nada mais, nada menos que 16 milhões de unidades vendidas. Dez a mais que Mario Kart: Super Circuit, segundo colocado da lista.

Alguns títulos do portátil estão sendo transportados para o Virtual Console do Wii U. É bom ficar esperto, porque tem coisa boa por lá!

Ah! Quase esqueci de mencionar, mas a tampinha traseira das pilhas quebrava facilmente e isso era frustrante!

 

gameboy-advance-sp-playreplay

Similar ao seu antecessor, mas em uma versão melhorada. Dobrável, cabia em qualquer bolso e evitava que sua tela ganhasse arranhões. Manteve a retro-compatibilidade do Game Boy Advance, agora com o uso de uma bateria interna em vez de pilhas.

 

gameboy-super-playreplay

Não era tão bonito quanto o Super Game Boy, mas tinha praticamente a mesma função: possibilitar o uso dos cartuchos de Game Boy e Game Boy Advance em um console de mesa, o GameCube.

 

nintendo-ds-playreplay

Terminado o ciclo do Game Boy, nascia aqui o conceito DS (sigla para “Dual Screen”, ou duas telas), em um layout que remete ao Game & Watch, com diversas novas funções, dentre as quais destaca-se a tela inferior de toque, revolucionária para muitos jogos vindouros. Conta com 4 botões frontais (A,B,X,Y),  similar aos consoles de mesa, além de dois botões superiores (L e R), o que diversificava ainda mais o rol de opções nos games lançados.

Retro-compatível com o Game Boy Advance, o Nintendo DS aceita pequenos cartuchos que mais lembram chips, formato utilizado até os dias de hoje. Inovador, entrou para a história com um sem-número de títulos de qualidade, reverenciados até os dias de hoje.

 

game-boy-micro-playreplay

A despedida da linha Game Boy, com um layout diminuto e extremamente portátil. Era um Game Boy Advance reduzido ao máximo, com iluminação ajustável na tela e um frontplate customizável, para deixar o aparelho com o look de seu dono. Por conta de suas dimensões econômicas, não foi compatível com os games antigos da linha Game Boy. Na ilustração acima, um modelo raro que imita a aparência do joystick do Famicom, o NES 8 bits dos japoneses.

 

Nintendo-DS-Lite-playreplay

A essa altura do campeonato, o Nintendo DS já era um sucesso e veio a primeira revisão de layout, com um portátil mais leve, mais seguro enquanto fechado e com uma caneta stylus maior.

 

Nintendo-DSi-playreplay

Sai o slot de cartuchos de Game Boy Advance, entram duas câmeras (uma frontal e uma traseira), além de acesso ao DSi Shop, onde era possível a compra de diversos games e aplicativos para customizar seu Nintendo DSi. Teve também um comercial protagonizado por ninguém menos que Beyonce. Chique!

 

Nintendo-DSiXL-playreplay

Um Nintendo DSi maior. Bem maior, diga-se de passagem! ;)

 

Nintendo-3ds-playreplay

Na época de seu lançamento, tinha como principal atributo a exibição de imagens em três dimensões sem o uso de óculos especiais. Contudo, mesmo com a promessa cumprida, a tridimensionalidade nunca ocupou o principal posto como chamariz do Nintendo 3DS, sendo este a vasta biblioteca de títulos que viriam a ser lançados, com alto grau de qualidade em áudio e vídeo, graças a um hardware bastante robusto, se comparado ao seu antecessor.

Teve um começo difícil, com vendas abaixo do esperado, mas soube dar a volta por cima com um corte de aproximadamente 30% do preço e hoje é o portátil mais ativo da atual geração. Foi o primeiro portátil Nintendo a trazer um direcional analógico, além de incorporar tecnologias bem sucedidas do Wii, como a presença de um acelerômetro e um giroscópio.

 

Nintendo-3dsXL-playreplay

Um 3DS maior. Simples assim! ;)

 

Nintendo-2DS-playreplay

Comprovada a teoria de que o 3D não era o principal atributo do Nintendo 3DS, além da necessidade de atrair um público mais jovem para consumir seus games, a Big N lança o Nintendo 2DS.

Como a ideia era ter um portátil mais barato, foi retirado o efeito 3D, além de um layout em que não é possível dobrar o console, pensando nos pequenos gamers que tenderiam a quebrar a dobradiça frágil do 3DS com facilidade. Uma boa sacada e a última da linha, ou pelo menos assim pensávamos, até sermos surpreendidos pelo…

 

New-Nintendo-3DS-playreplay

Com capacidade de processamento superior, além de outras vantagens, o New Nintendo 3DS será lançado ainda em 2014 para os japoneses (sem data prevista no ocidente). Atributos como a presença de um segundo direcional analógico (Viva!), botões adicionais na parte superior e a mudança do sistema de armazenamento levam a crer que o N3DS será a versão definitiva da linha, uma vez que até mesmo games exclusivos para ele serão lançados, mais ou menos no esquema do Game Boy Color. Será?


Não deixe de comentar sobre a sua história pessoal com os portáteis da Nintendo, além de conferir o artigo escrito pelo nosso editor-chefe, Rodrigo Estevam, sobre a tradição de lançar revisões seguidas de seus portáteis. Até a próxima, galera!

Compartilhe

Formado em Publicidade e Propaganda e retrô gamer apaixonado, tem predileção pelos 8 bits. Lê e relê suas revistas de video game antigas todas as noites na hora de dormir. Antes de vir para o PlayReplay, coordenou a área de diagramação do GameBlast.

Comentários

Especial

Participe agora mesmo do Forum PlayReplay!

Vem trocar uma ideia com a gente!

Publicado

em

Já está disponível o Fórum PlayReplay, um cantinho especial para conhecer gente nova e conversar sobre suas séries de TV, filmes, animes, mangás e HQs favoritas.

Após efetuar seu registro, você poderá acessar o nosso fórum e trocar uma ideia com os outros usuários a qualquer momento. No Forum PlayReplay você poderá tirar dúvidas, opinar sobre seus temas favoritos, publicar suas fanfics, debater os mais variados assuntos e interagir com a nossa equipe e com a comunidade do PlayReplay.

Quer indicar uma série legal da Netflix ou pedir sugestões de animes para assistir na Crunchyroll? Tá com dificuldades para passar de uma fase complicada em algum jogo? Você pode fazer tudo isso e muito mais no nosso novo Forum!

É muito fácil acessar o nosso fórum e se registrar, bastando visitar este link e efetuar o seu cadastro.

Vem bater um papo e interagir com a gente você também!

Aproveite para participar da nossa promoção e concorrer a um vale-compras no valor de R$ 300,00 na loja El Cabriton!



Compartilhe

Continue lendo

Especial

Esquizofrenóias | Podcast sobre saúde mental já está disponível

Produzido pela Half Deaf e apresentado por Amanda Ramalho, podcast sobre transtornos psicológicos terá primeira temporada com 12 episódios

Publicado

em

Produzido pela Half Deaf e comandado pela radialista Amanda Ramalho, o podcast Esquizofrenóias foi lançado ontem, 30/7. A primeira temporada da série de podcasts terá 12 episódios.

A cada segunda-feira, Amanda Ramalho receberá convidados para conversar sobre problemas comuns a inúmeras pessoas como ansiedade, síndrome do pânico, insônia e depressão, temas que muita gente ainda não se sente à vontade para debater abertamente.

“Nunca entendi porque esse tema, cada vez mais presente, ainda não é abertamente falado. A cada morte ou crise de uma celebridade, como a de Demi Lovato, nos chocamos, mas o assunto novamente cai no esquecimento. Não precisamos de casos tão extremos para que a nossa saúde mental seja considerada relevante e discutida,” disse Amanda.

A radialista afirma ainda que convive com “ansiedade e depressão desde a infância e há quinze anos trabalho com comunicação. O ‘Esquizofrenóias’ surgiu como uma forma de unir um assunto que é de meu interesse com o formato podcast, que é similar ao que eu faço na rádio há tanto tempo.”

Segundo a assessoria de imprensa da Gomídia, “Ansiedade“, o primeiro episódio — que já está disponível para ouvir online ou baixar —, conta com a presença de Alexandre Nickel (do podcast Meia Hora Sozinho) em uma discussão sobre sobre “sintomas, espectros e soluções para lidar com o problema que afetou a ambos nos últimos anos.”

O primeiro episódio do Esquizofrenóias já está disponível no Spotify, Apple Podcasts, Deezer e no site da Half Deaf, produtora de podcasts da Gomídia.

Compartilhe

Continue lendo

Especial

PlayReplayers | Participe da gincana no Facebook e concorra a prêmios!

Neste mês o tema são Animes e Animações

Publicado

em

Se você está aqui, com certeza é um fã de games, animes, desenhosfilmes (ou qualquer outro tema geek), não é mesmo? Nesse vasto universo nerd é comum acumularmos grande conhecimento sobre as nossas mídias e franquias favoritas, e tais conhecimento sempre são colocados em xeque — o que, convenhamos, é bem chato… a menos que seja divertido e renda prêmios maneiríssimos todo mês!


Veja também:


Essa é a proposta do grupo PlayReplayers, no Facebook. O grupo existe desde janeiro, e lá realizamos gincanas com temas diversos para testar seu conhecimento e, de quebra, concorrer a diversos prêmios! E neste mês não será diferente!

O tema atual das gincanas é Animes e Animações. Ou seja, vale animações japonesas, americanas, europeias, nacionais etc. Qualquer desenho animado pode ser a resposta certa para o seu desafio!

Aliás, hoje foi o dia de sair a primeira imagem desse desafio! E aí, acha que dá conta de acertar?

Para participar, é bem simples: basta você entrar no grupo dos PlayReplayers, preencher sua inscrição neste link e começar a responder os desafios conforme as regras, tanto no desafio, como no grupo.

O prêmio desse mês foi cedido pela El Cabriton, loja parceira do PlayReplay especializada em vestuário geek e localizada em São Paulo, na Rua Augusta, 2008. O participante que ficar em primeiro lugar na gincana deste mês receberá um cupom no valor de R$ 200,00, enquanto o segundo lugar leva um cupom de R$ 50,00. Fala aí se não vale a pena participar?!

Então não perca mais tempo e venha com a gente jogar!

Compartilhe

Continue lendo

Últimas notícias

Games10 horas atrás

Overwatch | Jogo estará de graça no fim de semana

O game poderá ser aproveitado sem custo no PC, PlayStation 4 e Xbox One.

Games3 dias atrás

PlayerUnknown’s Battlegrounds | Versão mobile já teve mais de 100 milhões de downloads

Jogo atinge sucesso mundial apenas quatro meses após lançamento

Anime3 dias atrás

Crunchyroll | Plataforma fará maratona de animes dublados no Twitch

Será possível assistir aos animes online de graça em transmissão que terá Free! Iwatobi Swim Club e Youjo Senki dublados...

Games3 dias atrás

Ao vivo | Assista à equipe do PlayReplay jogando Fortnite

Vargolino, Luciana, Rodrigo e Thomas estarão ao vivo no canal do PlayReplay no Twitch

Games4 dias atrás

Diablo | Nintendo Switch recebe a Eternal Collection ainda em 2018

Game terá conteúdo exclusivo de The Legend of Zelda

Anime1 semana atrás

One Punch Man | 2ª Temporada do anime ganha teaser trailer

Novos episódios estreiam em abril de 2019 pela JC Staff

Quadrinhos1 semana atrás

CCXP 2018 | Carlos Ruas é confirmado na feira

Autor de Um Sábado Qualquer e Cães e Gatos estará nos quatro dias da feira

Música2 semanas atrás

Evanescence | Álbum, Blu-ray e DVD Synthesis Live chega em outubro

Um verdadeiro presente para os fãs da banda

Games2 semanas atrás

Red Dead Redemption 2 | Rockstar revela o primeiro trailer de gameplay

Segura, peão!

Especial2 semanas atrás

Participe agora mesmo do Forum PlayReplay!

Vem trocar uma ideia com a gente!

Últimas Notícias2 semanas atrás

Fortnite Battle Royale | Confira os desafios da 5ª semana da 5ª temporada

Os novos desafios acabaram vazando antes da hora.

Música2 semanas atrás

Drake | Veja o clipe de In My Feelings, single do disco Scorpion

Faixa faz parte do disco Scorpion

Games2 semanas atrás

A Dark Room | Jogo é anunciado para o Switch

O game de aventura em texto deve chegar ainda este ano no console.

Games2 semanas atrás

Detroit: Become Human | Título conta com 1,5 milhão de jogadores

O game também já foi jogado por cerca de 20 milhões de horas no PS4.

Games2 semanas atrás

Doom Eternal | Gameplay do jogo será revelado esta semana

Doom Eternal recebeu apenas um teaser bem curto durante a conferência da Bethesda na E3 deste ano, mas logo deve...

Em alta