Conecte-se conosco.

Games

Ao vivo | Assista à equipe do PlayReplay jogando Fortnite

Nosso time se aventura em Fortnite ao vivo no canal do PlayReplay no Twitch

Publicado

em

E aí, tudo certo? Tá sem programa pra este fim de tarde de sexta-feira? Então que tal assistir a gente jogando algumas partidas de Fortnite Battle Royale ao vivaço?

Daqui a pouquinho, a partir das 16h, Guilherme “Vargolino” Vargas e Rodrigo Estevam estarão ao vivo no nosso canal no Twitch trocando alguns tiros e tentando sobreviver ao campo de batalha de Fortnite!


Veja também:


Para assistir à nossa transmissão, você tem a opção de acompanhar por aqui mesmo, no player nesta postagem, ou então clicar aqui e assistir direto no Twitch.

Ah, de qualquer forma, não esqueça de nos seguir no Twitch para receber notificações sempre que estivermos fazendo transmissões ao vivo! ;)

Preparar, apontar… FOGO!!

Watch live video from PlayReplayBR on www.twitch.tv

Compartilhe

Gosta de cachorros, pizza e pipoca. Já foi fanboy da Nintendo e da Sony, mas hoje joga qualquer coisa. Já colaborou em sites e revistas como GameBlast, Nintendo World, Herói e Portal Pop, mas hoje se dedica exclusivamente ao PlayReplay.

Comentários

Games

Monster Hunter World | Assista agora a nossa gameplay ao vivo

Publicado

em

Caçar monstros nunca foi um trabalho fácil, não é? Ainda mais no mundo de Monster Hunter World, onde cada criatura do mapa pode aparecer a qualquer instante e começar novos embates fora do seu objetivo principal, causando mais tensão para sua missão. Hoje, essa vai ser a aventura de Vargolino, como sua primeira experiência no mundo das caçadas que Monster Hunter oferece.

Para quem não sabe, o jogo se trata de missões de caçada, onde é necessário matar ou capturar certos monstros para ganhar as recompensas da missão. Claro que, cada material coletado durante a campanha fica para você, podendo realizar melhorias ou até novos equipamentos para melhorar o seu desempenho durante a jogatina. Cada monstro novo oferece uma nova variedade de armas e armaduras, fazendo com que você seja páreo para os novos desafios que estarão por vir. Quer conferir essa loucura? Confira na nossa live abaixo ou direto no Twitch clicando aqui, às 16h.

Watch live video from PlayReplayBR on www.twitch.tv

Compartilhe

Continue lendo

Críticas

Brawlout leva a galera indie para uma divertida arena de combate

Criado pela Angry Mob Games, jogo de luta em arena Brawlout mostra que é mais do que um clone de Smash Bros.

Publicado

em

Jogos de luta, nos tempos de hoje, já não possuem mais tanto destaque na área de games. Dá para contar nos dedos os principais jogos que possuem destaque no mercado, como Mortal Kombat, Street Fighter, The King of Fighters e Super Smash Bros.

Dificilmente novos jogos desse gênero são criados por empresas desenvolvedoras independente. Mas, mesmo assim, nada impediu que o estúdio Angry Mob Games fizesse o seu próprio jogo de luta e, ainda por cima, trazendo personagens famosos de outros jogos indies. Estamos falando de Brawlout, jogo lançado para Xbox One, PlayStation 4, PC e, futuramente, para o Nintendo Switch.


Veja também:


Caso você já tenha visto algum vídeo do game na internet, com certeza rolou aquela comparação imediata com Super Smash Bros., da Nintendo, jogo que reúne as maiores estrelas da empresa japonesa como Mario, Link, Samus, e vários outros. É visível que Smash Bros. inspirou bastante a criação de Brawlout. O jogo tomou para si apenas alguns aspectos de Smash, adaptando-os para outro estilo de gameplay que mesmo veteranos da série Smash Bros. precisam se acostumar para conseguir dominar o jogo.

Igual, mas diferente

Em geral, Brawlout é o básico jogo de luta onde você precisa acertar golpes no oponente, aumentando sua porcentagem de dano recebido para lançá-lo para fora da arena, independente de para qual lado da fase, seja para cima, os lados ou para baixo.

O jogo permite até 4 jogadores simultâneos, contando com nove personagens que podem ser liberados ao longo das partidas. Algumas caras são novas e desenvolvidas para o jogo, como Paco, Chief Feathers e King Apu, mas também vemos alguns rostos conhecidos do mundo indie, como The Drifter, de Hyper Light Drifter, Juan de Guacamelee! e Yooka-Laylee, do jogo homônimo. Ainda está para sair em uma atualização gratuita o protagonista de Dead Cells. Além deles, 15 outros personagens podem ser liberados efetuando algumas atividades específicas durante o jogo.

Aproveitando que entrei no mérito desses novos personagens desbloqueáveis, veio a primeira decepção. Eles são tratados como novos personagens, com nomes diferentes e aparências sem igual, porém o moveset deles é igual ao dos personagens iniciais, sendo como skins ou “Echo Fighters” dos seus originais (como no vindouro Super Smash Bros. Ultimate), e não novos personagens com movesets diferenciados. Mesmo assim, isso não tira o brilho que o jogo consegue apresentar.

Os movimentos de cada personagem são únicos, sendo necessário dominá-los antes de sair dando porrada em todo mundo. Alguns possuem combos com intenção de aumentar mais rápido a porcentagem do inimigo enquanto outros são mais focados em dar golpes fortes para mandá-los para longe.

Como fiz o teste no controle do PlayStation 4, utilizarei os botões dele para explicar os combos. Com o quadrado você pode utilizar os golpes básicos, podendo utilizar os direcionais para mudar a direção do golpe e, ao segurar o botão, é possível dar um golpe mais poderoso e carregado. Com o triângulo, é possível utilizar os golpes especiais dos personagens e, de uma forma simples e prática, combos entre os dois botões podem ser utilizados para que você prenda seu inimigo numa série de golpes sequenciais. Os gatilhos do controle servem para esquivar e, ao utilizar junto com um movimento do direcional, ele rola para direção apontada e, por fim, o botal X e O são o pulo, permitindo até dois pulos em sequência.

O grande diferencial nesses movimentos, além dos combos com os dois botões de ataque, é a questão da defesa. Esse jogo não utiliza essa função, ou seja, você precisa melhorar seu timing nas esquivas para evitar tomar qualquer golpe do inimigo. Foi uma coisa que demorei para pegar o jeito, pois em Smash Bros. a defesa garantia uma proteção extra caso o timing fosse errado. Essa é uma feature que considerei positiva pois muda a estratégia necessária, fazendo muitas vezes com que você pense em atacar antes do inimigo para não ser pego num combo dele.

Além disso, Brawlout conta com o Rage Burst, uma barrinha que vai enchendo a cada golpe efetuado ou recebido que fica localizada abaixo da porcentagem de dano. Ela é dividida ao meio, mostrando que há dois níveis de carregamento dessa barra. Ao chegar em 50%, você pode ativar o Rage Burst com os botões R1 e R2 apertados simultaneamente para empurrar o adversário e sair dos combos. Com a barra em 100%, utilize os mesmos botões para ficar com um poder absurdo por um tempo limitado. Os golpes nesse modo vão mandar seus inimigos mais longe que o normal, mesmo com uma porcentagem de dano pequena. Usando essa habilidade eu consegui lançar um inimigo para longe com 40% de dano!

Batalhas e mais batalhas

Brawlout conta com quatro tipos de diferente de modo, Couch Play (jogatina de sofá), Single Play, Online e Tournments. Como fica bem claro com os nomes, da pra imaginar a função de cada uma. Couch Play seria para jogar com seus amigos no mesmo console, utilizando batalhas de cada um por si ou em times.

Online teria a mesma função, porém com oponentes de todo o mundo para jogar contra você, num modo de 1×1, free play ou até mesmo ranked. Nesse modo, recomendo sempre fazer busca de jogadores da mesma região que a sua, para reduzir o lag das partidas.

O modo Tournments são torneios feitos entre os jogadores e organizados pela Angry Mob Games. Ainda não tive a oportunidade de testá-lo, mas estou de olho para ver como me saio nessas partidas.

O modo Single Play traz o básico player vs CPU, tutorial, pratice e o modo Arcade. Nesse modo, você deve selecionar entre três dificuldades, funcionando como as torres do Arcade mode de Mortal Kombat, por exemplo. A diferença é que quanto maior a dificuldade, mais oponentes você vai enfrentar, tanto em rodadas quanto na luta. Ou seja, na dificuldade fácil, as batalhas ocorrem no 1×1; na dificuldade médio é de 1×2; e na difícil, 1×3. A última batalha está marcada como interrogação, podendo ser qualquer personagem mas, independente da dificuldade, você vai enfrentar sempre três oponentes dele. Uma pena não ter algum inimigo com mais cara de Chefão como a maioria dos games de luta apresentam, pois do jeito que é apresentado, a expectativa no fim é um pouco triste.

Ainda assim, o legal do arcade é que você passa a conhecer um pouco mais de cada personagem e até mesmo vê interações muito interessantes que rolam entre eles. Por exemplo, Yooka-Laylee faz menção ao Shovel Knight, pois a dupla está fazendo parte do primeiro jogo em que eles foram convidados, assim como o cavaleiro da pá no jogo deles. E, ao finalizar o modo, conta o final de cada personagem, como acontece em grandes clássicos dos jogos de luta.

Aprecie a batalha

Como já era de se esperar, cada personagem possui um cenário próprio. Cada um deles conta com suas particularidades que você pode e deve utilizar a seu favor. Por exemplo, no cenário Sunset Eyrie, o chão em cada canto da fase pode ser destruído. Dessa forma, assim que você lançar o inimigo para longe, basta destruir esse espaço para dificultar ainda mais o retorno dele.

Além dessa interação, cada cenário tem uma forma de ser apresentado, trazendo grande variedade ao jogo. O jogo conta com 13 cenários diferentes, cada um com uma construção, tema e forma de ser apreciado. O design de cada fase traz também um pouquinho da história por detrás de cada personagem. Por exemplo, o King Apu, o macaco tirano, possui a fase Storm City, na qual é possível visualizar seu imenso castelo ao fundo do cenário.

Mesmo com tudo isso…

O jogo também tem alguns elementos que foram tomados em decisões durante seu desenvolvimento que fica esquisito enquanto você joga. Por exemplo, durante as telas de loading ou transição de telas, a música do background fica abafada ou há a ausência total dela, ficando aquele silêncio constrangedor.

Outra coisa que achei até engraçado, mas ficou com uma qualidade questionável, foi a imagem dos personagens quando perdem toda a vida. Ela fica em preto e branco e eles ganham um X em preto nos olhos dele, deixando uma impressão um tanto amadora, quando talvez apenas a descolorização do ícone do personagem poderia ser o suficiente.

Apesar desses pontos e a questão dos personagens serem, em sua maioria, “echo fighters” dos principais, Brawlout é um jogo divertido, em sua singularidade com inspiração em Smash Bros. misturados com elementos de games de luta clássicos, trazendo um leve sopro de novidade para o gênero.

Brawlout
7 Nota
0 Leitores (0 Notas)
Prós
  • Variedade de modos de jogo
  • Movesets variados
  • Cenários diversificados
    e interativos
  • Vários personagens
    de jogos indie
Contras
  • Personagens desbloqueáveis
    são clones/skins
  • Silêncio nos loadings
  • Acabamento visual mediano
Avaliação
Brawlout é um jogo de luta que divertirá você e seus amigos por muitas horas. Traz uma variedade de personagens e cenários que requer dedicação e tempo para dominar os movimentos dos seus lutadores favoritos, e até mesmo convidados de outros jogos indies fazem parte da lista que está pronta para sair na porrada
O que as pessoas acharam... Deixe a sua avaliação!
Sort by:

Seja o primeiro a deixar uma avaliação.

User Avatar
Verified
{{{ review.rating_title }}}
{{{review.rating_comment | nl2br}}}

Show more
{{ pageNumber+1 }}
Deixe a sua avaliação!

Compartilhe

Continue lendo

Free to Play

There Is No Game: mas você devia jogá-lo mesmo assim

Não tem jogo aqui, e também não tem um texto. Mas, se você clicar mesmo assim, vai acabar achando uma divertida e peculiar experiência gratuita.

Publicado

em

“Ei, olá. Eu sei que devia ter um texto aqui. Uma recomendação de um jogo grátis, pelo que parece? Mas não tem nada aqui. É, pode ir embora. Tem muitos outros textos legais aqui do lado, ou aqui embaixo. Você não precisa ficar aqui. …Você ainda está aqui? Não tem texto, não tem jogo! Tanta coisa pra fazer na internet e você ainda continua me lendo? Não adianta você continuar lendo. Sério. Por favor…”

Isso pode ter parecido bem estranho, mas é nessa ideia que se pauta There Is No Game — um jogo point and click (ou “apontar e clicar”) cuja ideia toda é não ter um jogo. Você tem um narrador que dá voz à entidade do “jogo” em si e a sua missão é tentar descobrir o que tem por trás dessa coisa toda.

Esse é aquele tipo de jogo que a descoberta talvez seja uma das coisas mais legais do jogo. Todo novo elemento na tela é uma nova oportunidade de encontrar uma relação improvável e continuar uma história que, se em um primeiro momento, parece não existir, começa a ficar cada vez mais interessante. Infelizmente, é bom saber um pouco de inglês para entender todos os desafios e a própria trama.

There Is No Game

There Is No Game

A parte ruim disso é não poder falar muito sobre o jogo em si para não estragar as surpresas, mas There Is No Game é uma experiência curta e que vai tirar alguns sorrisos do rosto. Bom, é bastante coisa para um lugar que não tem jogo nenhum…


There Is No Game foi criado pelo francês KaMiZoTo e está disponível gratuitamente para jogar no navegador no site Newgrounds ou em dispositivos Android, no Google Play.

Quer conhecer outros jogos gratuitos e inovadores para jogar e aproveitar muito? Dê uma olhada na nossa coluna Free to Play!

Compartilhe

Continue lendo

Últimas notícias

Séries4 dias atrás

Spectros | Netflix anuncia nova série original brasileira

O showrunner Douglas Petrie une-se à Moonshot Pictures para dar vida ao thriller sobrenatural ambientado no bairro da Liberdade, em...

Games4 dias atrás

Jump Force | Bandai Namco anuncia edição de colecionador e passe de temporada

Nove personagens serão adicionados ao jogo com passe de temporada

Games4 dias atrás

Resident Evil 2 | Capcom liberou novo trailer do remake

Capcom liberou novo trailer de Resident Evil 2, que mostra um pouco mais da trama e personagens secundários, durante a...

Games5 dias atrás

Fortnite Battle Royale | Cubo misterioso chegou ao seu destino final, veja o que aconteceu

O que será que vai acontecer agora que o Cubo roxo de Fortnite aparentemente chegou ao destino final?

Games5 dias atrás

Super Bomberman R | Jogo ganha fases de Castlevania e novos personagens

Mais recente atualização de Super Bomberman R também apresenta a regra Civil no modo Grand Prix para uma jogabilidade mais...

Games5 dias atrás

Heavy Metal Machines | Jogo chegou à Steam e ganhou novo personagem

Gratuito, MOBA de batalha de carros da brasileira Hoplon já está disponível para PC com visual aprimorado, novo piloto e...

Séries6 dias atrás

Avatar: A Lenda de Aang | Animação da Nickelodeon vai virar série na Netflix

Michael DiMartino e Bryan Konietzko, os criadores da série original, estão juntos novamente como showrunners da série live action da...

Cinema6 dias atrás

Capitã Marvel | Assista agora ao primeiro trailer do filme

Corre que saiu o primeiro trailer de Capitã Marvel, vem ver!!

Games2 semanas atrás

Tales of Vesperia | Edição definitiva será lançada nas Américas

A Bandai Namco vai trazer a edição definitiva de Tales of Vesperia para as américas em 2019

Cinema2 semanas atrás

Shazam! | Superman não fará participação especial no filme

Após problemas nas negociações com a Warner Bros., o Superman de Henry Cavill não deve mais ter uma participação especial...

Cinema2 semanas atrás

Superman | Warner Bros. fala sobre possível saída de Henry Cavill

WB liberou um pronunciamento sobre a possibilidade de Henry Cavill deixar de ser o Superman

Games2 semanas atrás

God Eater 3 | Jogo será lançado no início do ano que vem nas Américas

Bandai Namco liberou novo trailer de God Eater 3 e anunciou que o jogo chega no ano início do ano...

Cinema2 semanas atrás

Superman | Site diz que Henry Cavill não é mais o personagem nos cinemas

Fontes afirmam que problemas nas negociações com a Warner Bros. resultaram na saída do ator do papel

Games2 semanas atrás

Triggerun | Jogo entra em fase open beta no Steam

MMO de tiro em primeira pessoa já pode ser jogado gratuitamente no PC e ocupa apenas 100MB de memória

Games2 semanas atrás

Heavy Metal Machines | Jogo ganha data de lançamento oficial e novo trailer

Jogo brasileiro multiplayer online de batalha de carros é gratuito e poderá ser jogado em sua versão completa no PC...

Em alta