Conecte-se conosco.

Especial

Hands-On: Destiny é ambicioso e promete revitalizar o gênero FPS

Publicado

em

Sendo um dos jogos mais antecipados da nova geração e com um orçamento absurdamente alto, que segundo rumores beira a bagatela de 500 milhões de dólares, Destiny é a primeira grande empreitada da Bungie desde que deixou a Microsoft e decidiu se dedicar ao mercado multiplataforma. No mês passado, fui presenteado pela Sony com um código de acesso para o PlayStation 4 com o qual pude testar a versão Alpha deste shooter massivo. Após o teste, pude perceber que, apesar de ainda carregar muitas características das aventuras de Master Chief, Destiny consegue se diferenciar e empolgar bastante.

 

Criando seu guardião

Vale falar, especialmente para quem estava vivendo em uma caverna desde a E3 do ano passado, que Destiny é um shooter online e futurista com um mundo massivo em que jogadores devem unir as forças para enfrentar uma ameaça alienígena que deseja exterminar toda a raça humana, ou pelo menos o que sobrou dela. Espalhados por diversos planetas, os seres humanos tentam reconstruir sua civilização após um misterioso evento conhecido apenas como “O Colapso”, que quase levou a raça à extinção. A única esperança de sobrevivência para nós, pobres mortais, é um grupo de guardiões que têm a tarefa de defender a todo custo o que sobrou de nossa civilização.

destiny-002

Sem mais delongas, a versão Alpha do jogo me permitiu criar um personagem para desbravar o que sobrou de nosso planeta, mais especificamente da Rússia, e por aí já pude perceber que a customização será algo fundamental no título. Com três raças disponíveis, sendo elas os próprios humanos, os Awoken (que segundo a Bungie deveriam lembrar elfos,e até que lembram mesmo) e os Exo (que lembram bastante seres macabros como zumbis ou vampiros) o jogo permite que o jogador decida desde a aparência física até as habilidades de seu avatar, de forma parecida com os RPGs ocidentais.

Decidi criar um Awoken ‒ afinal, fã de Zelda tenta achar Zelda até em Gears of War ‒ e não me arrependi do que fiz, já que meu personagem era capaz de usar poderes muito interessantes se comparados aos dos humanos, por exemplo. Logo após confirmar todas as configurações do meu guerreiro sem nome e constatar que ele mais parecia o Coringa versão sci-fi do que um salvador da galáxia, fui levado a uma cidade que provavelmente será o ponto de encontro de jogadores e a base dos heróis.

destiny-004

[infobox color=”eg. light”]

Preparação para a jornada

A base dos humanos, também conhecida como The Capital, além de ser o local em que os jogadores se encontram, também serve para comprar novos equipamentos e armas e, aparentemente, iniciar as missões principais da aventura (que promete ser recheada de side-quests). O mais curioso desta parte é que, apesar da ação ser completamente em primeira pessoa, o controle do personagem na capital acontece em terceira pessoa. Provavelmente essa decisão da Bungie se deu pelo fato de que assim é possível ver o visual de seu personagem com a mudança de equipamentos, que não fazem diferença apenas nas habilidades, mas também no visual dos guerreiros.

[/infobox]

 

A caçada por vândalos e bruxas

Após receber alguns equipamentos, parti para o planeta Terra (único disponível no Alpha) ao lado de um amigo que também recebeu o código em busca de completar a primeira missão do jogo. Completamente em português, o jogo dizia que o objetivo era localizar e assassinar um vândalo que rondava os belos campos da Rússia e juntava uma resistência alienígena em torno de si. Assim como em quase todo FPS, o caminho para o objetivo era indicado o tempo todo, o que não nos impediu de explorar bastante os cenários para encontrar itens e inimigos para abater. Mesmo sendo uma versão preliminar, o título já apresenta um visual bastante detalhado, principalmente nos efeitos de luz, que são muito realistas. Os cenários pelos quais passei também eram muito amplos e cheios de caminhos e detalhes, o que tornou a exploração muito interessante.

destiny-003

Após uma extensa busca, com hordas de inimigos para enfrentar, encontramos o vândalo e o eliminamos em uma batalha épica, cheia de poderes especiais e tiros de armas futuristas. Assim como na franquia Halo, os alienígenas adoram resmungar, e possuem vozes ora engraçadas, ora assustadoras, remetendo diretamente aos inimigos enfrentados por Master Chief. Ao final da batalha, descobri que o jogo ainda conta com um sistema de níveis, e que novas habilidades podem ser aprendidas, o que aumenta ainda mais a variedade de ataques e a possibilidade de criação de novas estratégias de combate. Falando nisso, se engana quem pensa que Destiny é apenas mais um FPS, já que magias e diversos itens muito criativos chegam a ser muito mais importantes do que as armas de fogo.

Com o primeiro desafio superado, partimos para nossa segunda missão, que consistia em localizar e eliminar uma bruxa que estava trazendo mais alienígenas para a Terra. E aí sim o desafio começou de verdade! No caminho para a inimiga, fomos surpreendidos por um evento aleatório que, como prometido pela Bungie, serve para tornar a experiência única para cada jogador. No caso, tivemos que enfrentar um gigantesco tanque de guerra cercado por drones muito fortes. Perdemos a luta por dois motivos: primeiro por ainda estarmos nos acostumando com a jogabilidade, e depois porque o tanque era muito mais forte do que nossos soldados, que ainda estavam no nível dois. Mesmo com a derrota, a experiência foi interessante e deixou a impressão de que o jogo será capaz de surpreender os jogadores com batalhas épicas repentinas.

Ao encontrarmos a bruxa, que levitava por um cenário fechado, iniciamos uma batalha memorável em que a utilização de estratégia era essencial. A vilã não poupava seu poder, lançava ataques de fogo poderosos e chamava mais inimigos o tempo todo. Após mais de dez minutos, algumas vidas e um show de magias que deixaria Harry Potter e Lord Voldemort com inveja, derrotamos a bruxa e percebemos que Destiny poderá ser muito mais do que um simples jogo de tiro cooperativo. Depois da batalha ainda era possível vasculhar o planeta em busca de missões paralelas que dessem mais experiência para os nossos personagens. Infelizmente não havia mais missões da campanha do jogo.

destiny-001

 

Início promissor

Destiny pode não ser uma revolução, mas certamente será um grande jogo para aqueles que gostam de aventuras cooperativas. Com um universo massivo para explorar, diversas opções de customização e uma jogabilidade que vai muito além de apenas andar e atirar, o título da Bungie pode ser considerado uma mistura entre Mass Effect, Halo e Dragon Age, mas com alma própria e características marcantes o bastante para diferenciá-lo no mercado. A única certeza que tive ao final da experiência é a de que não há hora melhor para querer salvar a humanidade de alienígenas.

 

[infobox color=”eg. light”]

Destiny

Desenvolvimento: Bungie
Plataformas: PlayStation 4, Xbox One, PlayStation 3 e Xbox 360[/infobox]

Compartilhe

Economista, colecionador de games e nintendista fanático reabilitado. Também é apaixonado por Zelda, Star Fox, cachorros e coelhos. Atualmente joga de tudo um pouco e, ao contrário de alguns, nem é tão pessimista assim quanto aos rumos da indústria. Ex-diretor de pautas do GameBlast, dedica-se integralmente ao PlayReplay.

Comentários

Especial

PlayReplayers | Participe da gincana no Facebook e concorra a prêmios!

Neste mês o tema são Animes e Animações

Publicado

em

Se você está aqui, com certeza é um fã de games, animes, desenhosfilmes (ou qualquer outro tema geek), não é mesmo? Nesse vasto universo nerd é comum acumularmos grande conhecimento sobre as nossas mídias e franquias favoritas, e tais conhecimento sempre são colocados em xeque — o que, convenhamos, é bem chato… a menos que seja divertido e renda prêmios maneiríssimos todo mês!


Veja também:


Essa é a proposta do grupo PlayReplayers, no Facebook. O grupo existe desde janeiro, e lá realizamos gincanas com temas diversos para testar seu conhecimento e, de quebra, concorrer a diversos prêmios! E neste mês não será diferente!

O tema atual das gincanas é Animes e Animações. Ou seja, vale animações japonesas, americanas, europeias, nacionais etc. Qualquer desenho animado pode ser a resposta certa para o seu desafio!

Aliás, hoje foi o dia de sair a primeira imagem desse desafio! E aí, acha que dá conta de acertar?

Para participar, é bem simples: basta você entrar no grupo dos PlayReplayers, preencher sua inscrição neste link e começar a responder os desafios conforme as regras, tanto no desafio, como no grupo.

O prêmio desse mês foi cedido pela El Cabriton, loja parceira do PlayReplay especializada em vestuário geek e localizada em São Paulo, na Rua Augusta, 2008. O participante que ficar em primeiro lugar na gincana deste mês receberá um cupom no valor de R$ 200,00, enquanto o segundo lugar leva um cupom de R$ 50,00. Fala aí se não vale a pena participar?!

Então não perca mais tempo e venha com a gente jogar!

Compartilhe

Continue lendo

Críticas

McItália peca pelo peso, mas tem seu valor entre os Sanduíches Campeões McDonald’s

Confira nosso review do sanduíche de Domingo no McDonald’s

Publicado

em

Como em toda Copa do Mundo FIFA, o McDonald’s do Brasil lançou em 2018 a sua linha temática Sanduíches Campeões, que traz um sanduba diferente para cada dia da semana. Domingo é dia de McItália, e preparamos um review caprichado esmiuçando sua receita, batatas, preço e custo-benefício. Clique abaixo para dar play no nosso vídeo sobre o McItália!


Veja também:


Para você se organizar e não esquecer, lembre que segunda-feira é dia de McFrança, terça tem McEspanha, quarta McAlemanha, quinta McUruguai, sexta McInglaterra, sábado McArgentina, e domingo McItália, enquanto todo dia é dia de McBrasil! O preço sugerido para a promoção com sanduíche, batatas e refrigerante é de R$ 29,90, mas é possível gastar mais R$ 2,50 para dar uma aprimorada na sua batata com uma receita especial.

No caso do McItália, a batata é aquela mesma batada fininha padrão do McDonald’s, mas servida em maior quantidade com bacon picado sobre um molho de muçarela com tomate seco. O molho infelizmente é bem sem graça, e o ponto mais fraco do pacote. O mesmo molho é utilizado no sanduíche em si, onde é acompanhado por pão brioche, queijo muçarela, polpetone, tomate e pepperoni. No sanduba, o que realmente brilha é o queijo, que ficou bem puxa-puxa e surpreende ao casar muito bem com tudo no miolo da refeição.

O pepperoni tem um gosto bem similar ao de outras cadeias de fast food e pizzas de franquias como Domino’s e Pizza Hut, ou seja, é bem sequinho e gostoso. A carne está bem melhor em relação ao McItália de outros anos, com uma consistência mais gostosa de morder, o que era o ponto fraco nas edições passadas, quando o polpetone meio que parecia com um croquete barato em sua textura.

A mistura de queijo com molho deixa a refeição bem pesada e cansativa de comer, então o lanche é mais recomendado para ser comido por duas pessoas dividindo a batata. Caso contrário, vale mais a pena pedir a batata comum, que casa melhor com o sanduba. Mesmo que você seja muito fã dos ingredientes listados acima, infelizmente o McItália acaba tendo bem pouco de sabor italiano em seu sabor. É um bom lanche, mas há várias opções melhores no menu…

McItália - Sanduíches Campeões
7 Nota
0 Leitores (0 Notas)
Prós
  • Queijo surpreendente
  • Bom pepperoni
Contras
  • Refeição pesada
  • Molho fraco
Avaliação
Entre os oito sanduíches da Copa do McDonald's, o McItália fica mais ou menos no meio da tabela. É um lanche gostoso e que alimenta bem, mas é o que mais pesa também quando você compra as batatas especiais em conjunto com o sanduíche. Seu queijo é ótimo e se destaca, mas o resultado final não é tão interessante nem tem um gosto tão característico e especial quanto deveria.
O que as pessoas acharam... Deixe a sua avaliação!
Sort by:

Seja o primeiro a deixar uma avaliação.

User Avatar
Verified
{{{ review.rating_title }}}
{{{review.rating_comment | nl2br}}}

Show more
{{ pageNumber+1 }}
Deixe a sua avaliação!

Compartilhe

Continue lendo

Especial

McDonald’s | Chegaram os Sanduíches da Copa do Mundo!

Conheça todos os sanduíches e promoções disponíveis

Publicado

em

“Ué, achei que o PlayReplay era um site só focado em cultura pop”. E é! Mas a gente ama a Copa do Mundo, e justamente por isso estamos aqui para trazer uma notícia de utilidade pública para todo geek que se preze: a volta dos Sanduíches da Copa do McDonald’s!


Veja também:


Afinal, qual geek não gosta de curtir suas séries, jogos e filmes acompanhado por um sanduba dos bons? No site oficial do McDonald’s já é possível conferir o menu completo, basta clicar aqui para acessar a página temática da Copa do Mundo.

Como de praxe, cada dia da semana terá um sanduíche temático. Segunda-feira é dia de McFrança, terça tem McEspanha, quarta McAlemanha, quinta McUruguai, sexta McInglaterra, sábado McArgentina, e domingo McItália.

“Mas e o McBrasil?”, você pergunta. Esse pode ser comprado todos os dias da semana. Legal, hein? Eu não sei vocês, mas eu vou honrar minha tradição particular e começar a quest para provar todos eles ainda hoje. E não, esse post não foi patrocinado pelo McDonald’s, foi pura gordice mesmo.

Compartilhe

Continue lendo

Últimas notícias

life is strange life is strange
Games1 dia atrás

Life is Strange 2 | Jogo recebe data de lançamento

Ainda não se sabe qual será a trama do game ou que personagens aparecerão nele.

Música1 dia atrás

Paul McCartney | Macca revisita sucessos dos Beatles no Carpool Karoke

Teve até um show surpresa em pub!

Música1 dia atrás

Nine Inch Nails | EP Bad Witch já está disponível no Spotify

Ouça aqui o novo disco da banda

Séries1 dia atrás

Cara Gente Branca | Netflix renova a série para sua terceira temporada

Ainda não há data de estreia para os novos episódios

Games1 dia atrás

Overwatch | Assista agora à equipe do PlayReplay jogando ao vivo no Twitch!

Sexta-feira é dia de live com a equipe!

Cinema1 dia atrás

Edgar Wright | Diretor confirma estar trabalhando em documentário sobre o Sparks

Diretor volta a se envolver com o mundo da música

Música1 dia atrás

Panic! At The Disco | Ouça aqui o disco Pray for the Wicked

Confira também o vídeo oficial de Hey Look Ma, I Made It

Games1 dia atrás

World of Warcraft | MMO está gratuito neste fim de semana

Quem ainda tem curiosidade em jogar o clássico MMO, pode aproveitá-lo sem assinatura nos próximos dias.

Games1 dia atrás

PUBG | Jogo perdeu metade dos jogadores ativos no PC

Mesmo com números menores do que antes, ainda há mais de 1 milhão de jogadores ativos no game.

Games2 dias atrás

Red Dead Redemption 2 | Versão de PC pode ter sido confirmada

A Rockstar ainda não se pronunciou sobre o assunto por enquanto.

Mangá2 dias atrás

The Legend of Zelda | Panini lança o mangá The Minish Cap Phantom Hourglass

Conheça a nova Perfect Edition, de Akira Himekawa

Games2 dias atrás

Steam | Promoção de férias já está no ar!

Os usuários do Steam tem até o início de julho para comprarem seus jogos favoritos.

Games2 dias atrás

Shadowrun Returns | Jogo está gratuito no Humble Bundle

O game poderá ser adquirido de graça por mais alguns dias no PC.

Quadrinhos2 dias atrás

Star Wars | HQ de Poe Dameron é cancelada nos EUA

Charles Soule escreverá a edição final da revista

Anime2 dias atrás

Neon Genesis Evangelion | Música de abertura é relançada em versão oficial HD

Seria um sinal de que o Rebuild 3.0+1.0 está chegando?

Em alta