Conecte-se conosco.

Games

Capcom | Testamos Resident Evil 2 Remake e Mega Man 11 na E3 2018

Séries clássicas recebem novos capítulos de respeito

Publicado

em

Entre diversos grandes jogos e estandes na E3 2018, a Capcom se impôs com anúncios de peso e demonstrações empolgantes para o público e imprensa. Seus maiores destaques, como não podia deixar de ser, ficaram com Resident Evil 2 Remake e Mega Man 11, as aguardadas sequências das clássicas franquias. Testamos os dois jogos na feira, e você pode conferir nossas impressões e review das demos logo abaixo!


Veja também:


No vídeo acima, postado pelo nosso canal parceiro Aquele Cara, te mostramos o estande da Capcom na E3 2018, além de compartilhar nossas impressões sobre os dois jogos. 

Resident Evil 2 Remake

Se você pensa como eu e tem Resident Evil 4 e Resident Evil 2 no topo da sua lista de capítulos favoritos da série, vai sorrir de orelha a orelha com a proposta de Resident Evil 2 Remake. Afinal, ele mantém todo o clima de terror, suspense, enigmas e gerenciamento de inventário do game original, ao mesmo tempo em que traz a ótima câmera over the shoulder em 3ª pessoa do quarto jogo, que é perfeita para a ação.

É muito interessante revisitar ambientes conhecidos da série sob essa nova perspectiva, não só porque ela muda totalmente a forma como você investiga o ambiente, mas também porque o pessoal da Capcom realmente deu duro e reinventou cada cantinho dos cenários, os tornando ao mesmo tempo familiares e com aquele gostinho de novidade.

A demo que testei se passava perto do início do jogo, quando Leon chega à delegacia já tomada por zumbis. Lá a gente encontra vários personagens e situações familiares, mas o tempo inteiro fica a sensação de estar experimentando algo 100% novo. Talvez a melhor analogia para esse remake seja lembrar do remake caprichado que o primeiro Resident Evil ganhou no GameCube: ainda que ele apresentasse as mesmas locações do clássico título de PlayStation 1 e SEGA Saturn, os novos gráficos e motor de gameplay tornavam a experiência algo inédito e empolgante.

Minha novidade favorita foi o novo sistema de física, e como ele impacta as mecânicas de tiroteio: cada tiro disparado nos zumbis realmente conta, o que faz as balas e tiros certeiros importarem mais do que nunca. Ao invés de serem esponjas de balas ambulantes, os mortos-vivos podem ser incapacitados por um tiro bem dado na perna. Por outro lado, até um disparo na cabeça, se não for certeiro, pode fazer com que as criaturas continuem marchando em direção ao Leon, mesmo com apenas meia cabeça.

No vídeo acima, o grande Fabão conversou com o PlayReplay e apresentou todas as novidades de Resident Evil 2 Remake e Mega Man 11

Também gostei bastante de como o lore é revelado em pequenos detalhes do cenário, como pôsteres e papéis na delegacia, e de ver a velha lógica de puzzles de volta. Por mais que soe meio maluco ter que revirar estátuas e inserir combinações para liberar caminhos secretos, esse tipo de coisa é uma assinatura da série, e adorei reencontrá-las, mesmo que de cara nova. Depois de uma experiência totalmente nova em Resident Evil 7, fiquei muito feliz pela presença de elementos mais tradicionais. Promete ser um jogão!

Mega Man 11

Poucas franquias têm uma história tão extensa e rica quanto Mega Man que, desde o Nintendinho, inspirou dezenas de jogos, séries derivadas, figuras colecionáveis, desenhos animados e até uma história em quadrinhos nacional bem controversa. Ainda assim, desde 2010 a série principal não recebia um capítulo numerado, algo que vai mudar em outubro de 2018, com o lançamento de Mega Man 11.

No estande da Capcom era possível testar uma das novas fases do game, a do Block Man, mas a imprensa ainda tinha acesso ao nível do Fuse Man. Pois é, honrando a tradição da franquia teremos uma nova leva de oito robot masters para encarar, cada um deles com sua própria fase temática!

O nível do Block Man foi uma boa escolha para o público testar, pois parecia um pouco mais acessível que a fase do Fuse Man. Ambas, no entanto, traziam aquele mesmo sentimento de desafio morre-aprende-repete que a galera tanto conhece e ama desde os tempos 8 bits. A diferença é que, desta vez, é possível calibrar o nível de dificuldade de acordo com a sua experiência e talento. Pense no modo Funky de Donkey Kong Country Tropical Freeze e você vai entender bem o nível de mãozinha que é possível ter aqui.

Assim, jogadores novatos podem cair em penhascos e ser resgatados pelo Beat, enquanto os veteranos podem ir direto para o nível normal e se deliciar com plataformas muito bem planejadas e instigantes. Adorei a disposição dos inimigos e desafios pela tela, e o tempo inteiro o jogo fez um bom trabalho me incentivando a aprender como usar direito a Double Gear, novidade de gameplay desta aventura.

Tal qual rolou com o dash de slide e o tiro carregado de Mega Buster, as gears mudam drasticamente a forma de jogar Mega Man, sem abalar o cerne do gameplay da série: uma gear pode desacelerar o tempo, enquanto outra aumenta a força de seus tiros. Quando o robôzinho azulado está no limite de sua vida, ainda é possível combinar as duas gears ao mesmo tempo! Achei isso uma ótima sacada, e me senti, pela primeira vez desde Mega Man 5, jogando algo que deu um salto significativo no gameplay da lendária franquia.

Compartilhe

Formado na arte de reclamar, odeia a internet. Ainda assim, sua hipocrisia sem limites o permite administrar a página no Facebook, plataforma de divulgação do seu primeiro livro. Você também pode seguí-lo em @thomshoes no Twitter, mas provavelmente é uma má ideia...

Comentários

Críticas

Death Road to Canada | A caminho do sucesso também nos consoles

Embarque nessa divertida jornada no Switch, PS4 e Xbox One

Publicado

em

Quando a Rocketcat Games lançou Death Road to Canada nos computadores em 2016, não poderia imaginar, nem eu seus sonhos mais otimistas, o tamanho do sucesso que o jogo alcançaria! Ele foi abraçado pela comunidade e logo surgiram toneladas de streamers dispostos a desbravar as ardilosas estradas do game.


Veja também:


Com muita propaganda boca a boca e reviews favoráveis, era apenas uma questão de tempo até que o jogo alçasse voos mais altos e chegasse também aos consoles de mesa. Assim, em 2018 o jogo chegou ao Nintendo Switch, Xbox One e PlayStation 4 (console que utilizamos em nosso teste).

Quantas estradas um homem deve caminhar?

Como tantos outros indies aclamados, Death Road to Canada é um roguelike, ou seja, a cada partida você encontrará desafios diferentes, o que mantém aquele sentimento de novidade e desafio mesmo após muitas horas de jogo. O título do game já deixa bem claro, mas o seu objetivo é conseguir levar o herói e até outros três sobreviventes até o fim da longa estrada para o Canadá. Mas por que eles querem tanto assim chegar lá? Oras, porque o Canadá é o lugar mais seguro do mundo para se proteger do apocalipse zumbi que devastou todos os Estados Unidos!

Embora Death Road to Canada seja um jogo de ação na maior parte do tempo, também há boas doses de RPG aqui e ali para temperar a aventura. Nos segmentos mais movimentados, seu herói precisa usar todas as armas que encontrar para investigar o mapa a fundo e colher recursos que facilitam a sua jornada. É preciso ficar de olho especialmente nos alimentos e combustível: a comida serve para manter a moral dos seus personagens em alta, e também para ser usada como moeda de troca no comércio local.

Já o combustível, como você deve ter imaginado, é o que mantém o seu carro em movimento e agiliza a jornada pela estrada. Ficar sem combustível não gera um game over imediato, mas significa perrengues bem pesados para a trupe, de forma que encontrar um novo carro vira a prioridade máxima das missões. Com isso, o tempo inteiro de campanha o jogador fica preocupado em coletar e gerenciar os seus recursos com a maior eficiência possível, pois isso é o que realmente dita se você vai ou não conseguir zerar o jogo.

Chame os amigos e pé na tábua

Não que a ação seja sem graça ou moleza, pelo contrário! Volta e meia surgem fases de exploração por ambientes escuros e claustrofóbicos, ou mesmo cenários em que é preciso esperar por um determinado tempo apenas lutando contra ondas e mais ondas de zumbis. Quanto mais você progride no game, mais fortes ficam os rivais. Mas anime-se! Armas melhores também são obtidas no processo.

O mais legal é que cada personagem de seu grupo possui suas próprias forças e fraquezas, que podem ser customizadas em toneladas de combinações diferentes. Por exemplo, há heróis que mandam bem no combate corpo a corpo, mas não sabem atirar. Enquanto isso, outros são exímios atiradores, mas não possuem fôlego o bastante para usar bem armas brancas.

Como cereja do bolo, Death Road to Canada ainda permite que você crie os personagens como quiser, copiando os nomes e visuais de seus amigos no mundo real, o que torna tudo mais imersivo e divertido. Ao fim de cada campanha, você pode usar os pontos obtidos para desenvolver melhorias nos seus atributos e, assim, facilitar um pouco mais a próxima viagem.

Com gráficos bem pensados, um ótimo design de fases e trilha sonora empolgante, cada tentativa de chegar ao Canadá é certeza de muita tensão, adrenalina e risadas. Quem curte roguelikes com camadas de RPG deveria embarcar agora mesmo nessa viagem!

Death Road to Canada
9 Nota
10 Leitores (1 Nota)
Prós
  • Trilha sonora
  • Premissa criativa
  • Variedade de armas
    e personagens
Contras
  • Dificuldade desbalanceada
Avaliação
Death Road to Canada é um roguelike muito divertido e viciante. Depois do sucesso nos computadores, sua versão para consoles também ficou excelente e pode proporcionar dezenas de horas de diversão graças à variedade de desafios, armas e personagens.
O que as pessoas acharam... Deixe a sua avaliação!
Sort by:

Seja o primeiro a deixar uma avaliação.

User Avatar
Verified
{{{ review.rating_title }}}
{{{review.rating_comment | nl2br}}}

Show more
{{ pageNumber+1 }}
Deixe a sua avaliação!

Compartilhe

Continue lendo

Games

Stardew Valley | Modo multiplayer chega em agosto

O update com a novidade deve chegar primeiro no PC e só depois nos consoles.

Publicado

em

stardew valley

Depois de tanto tempo de espera, o modo multiplayer de Stardew Valley finalmente recebeu uma data de lançamento.

Segundo a publisher Chucklefish, o update deve chegar oficialmente no Steam no dia 1 de agosto.

O modo já estava sendo testado na versão beta do PC, mas agora todos poderão aproveitá-lo na versão normal.

Como já havia sido mencionado, será possível convidar outros jogadores para a sua fazenda, seja para uma partida rápida ou para algo mais permanente.

Será possível até casar com um amigo em vez de um dos NPCs do jogo, algo que já tinha sido requisitado há um bom tempo.

Ainda não há previsão de quando a atualização será lançada nos consoles, mas já se sabe que ela deve chegar primeiro no Switch.

Compartilhe

Continue lendo

Games

Ao vivo | Assista à equipe do PlayReplay jogando Fortnite

Vargolino, Luciana, Rodrigo e Thomas estarão ao vivo no canal do PlayReplay no Twitch

Publicado

em

E aí, tudo certo? Tá sem programa pra este fim de tarde de sexta-feira? Então que tal assistir a gente jogando algumas partidas de Fortnite Battle Royale ao vivaço?

Daqui a pouquinho, a partir das 16h, Guilherme “Vargolino” Vargas, Luciana Anselmo, Rodrigo Estevam e Thomas Schulze estarão ao vivo no nosso canal no Twitch trocando alguns tiros e tentando sobreviver ao campo de batalha de Fortnite!


Veja também:


Para assistir à nossa transmissão, você tem a opção de acompanhar por aqui mesmo, no player nesta postagem, ou então clicar aqui e assistir direto no Twitch.

Ah, de qualquer forma, não esqueça de nos seguir no Twitch para receber notificações sempre que estivermos fazendo transmissões ao vivo! ;)

Preparar, apontar… FOGO!!

Watch live video from PlayReplayBR on www.twitch.tv

Compartilhe

Continue lendo

Últimas notícias

Cinema12 horas atrás

Shazam! | Primeiro trailer é liberado na San Diego Comic-Con 2018

E não é que ficou bem legal?

stardew valley stardew valley
Games1 dia atrás

Stardew Valley | Modo multiplayer chega em agosto

O update com a novidade deve chegar primeiro no PC e só depois nos consoles.

Séries1 dia atrás

Punho de Ferro | Segunda temporada ganha trailer e data de estreia

Novos episódios chegam em 7 de setembro

Séries1 dia atrás

Star Wars | Animação The Clone Wars vai voltar para uma temporada final!

Disney trará o desenho ao seu serviço de streaming

Séries2 dias atrás

Rise of the Teenage Mutant Ninja Turtles | Novo trailer é revelado na SDCC 2018

Episódios chegam em 17 de setembro

Games2 dias atrás

Ao vivo | Assista à equipe do PlayReplay jogando Fortnite

Vargolino, Luciana, Rodrigo e Thomas estarão ao vivo no canal do PlayReplay no Twitch

Games2 dias atrás

Fortnite | Epic Games celebra o 1° aniversário do game com presentes para os jogadores

O game está perto de completar seu primeiro ano de existência e o jogadores podem receber itens especiais.

Games2 dias atrás

Arena of Valor | Swag Sunday terá skins gratuitas, XP dobrada e mais

Jogadores poderão escolher skins de personagens da DC Comics gratuitamente

Anime2 dias atrás

Evangelion | Rebuild 3.0 + 1.0 será lançado em 2020

Linha Rebuild finalmente será concluída

Games2 dias atrás

Unexplored: Unlocked Edition | Jogo chega ao Switch em agosto

O game ainda deve ser lançado no PlayStation 4 e Xbox One em breve.

Quadrinhos2 dias atrás

Tartarugas Ninjas | Shredder in Hell é a nova saga em quadrinhos

IDW lançará a HQ em 2019

Games2 dias atrás

Mario Kart 8 Deluxe | Update traz Link e sua moto de Breath of the Wild

A atualização é totalmente gratuita e já está disponível no Switch.

Música2 dias atrás

Anitta | Confira Medicina, o novo clipe da cantora

Sobe o som!

Games2 dias atrás

Overwatch | Jogo estará de graça na próxima semana

Infelizmente, só os jogadores de PC poderão aproveitar a oportunidade.

Tecnologia3 dias atrás

Ballistix Sport AT | Memória para games já está disponível no mercado

Para o seu PC gamer brilhar ainda mais!

Em alta