Conecte-se conosco.

Mangá

Rurouni Kenshin | Criador de Samurai X é multado em caso de pornografia infantil

Nobuhiro Watsuki, o criador de Rurouni Kenshin, foi condenado a pagar multa por posse de DVDs de pornografia infantil encontrados em seu escritório no ano passado

Publicado

em

A Procuradoria Pública de Tóquio submeteu uma acusação sumária contra Nobuhiro Watsuki, criador do mangá Rurouni Kenshin (conhecido no Brasil como Samurai X), em um caso de posse de pornografia infantil. A informação é do Mainichi Shimbun.


Veja também:


No mesmo dia, Nobuhiro Watsuki (cujo verdadeiro nome é Nobuhiro Nishiwaki) também foi condenado pela Corte Sumária de Tóquio a pagar multa no valor de 200 mil ienes (algo em torno de R$ 6.090,00).

De acordo com a Procuradoria Pública, o mangaká possuía diversos DVDs de pornografia infantil em seu escritório. O caso veio à tona em outubro do ano passado, e à época foi divulgado que Watsuki era alvo das autoridades japonesas em uma outra investigação que acabou ligando o autor à compra de vídeos de meninas menores de idade nuas.

Em novembro de 2017, Watsuki foi acusado de possuir vídeos de pornografia infantil desde julho de 2015. O autor assumiu o crime, especificando em depoimento que gostava de “meninas entre o final do ensino fundamental e o segundo ano do ensino médio.”

Nobuhiro Watsuki, criador de Rurouni Kenshin (Samurai X), foi multado em caso de pornografia infantil

No Japão, o crime de posse de pornografia infantil é passível de prisão por um período de até um ano, multa de até um milhão de ienes (aproximadamente R$ 30.450,00) ou ambas as penas em conjunto.

 

 

Famoso por criar Rurouni Kenshin (Samurai X), Watsuki publicou o mangá entre 1994 e 1000 na popular revista Shonen Jump. A obra foi adaptada em anime em 1996, sendo exibida até 1998, e deu origem ainda a OVAs, longas-metragens animados e até mesmo uma trilogia em live-action em 2014.

Mais recentemente, em setembro de 2017, Nobuhiro Watsuki e sua esposa Kaoru Kurosaki lançaram em conjunto o mangá Rurouni Kenshin, Meiji Kenkaku Romantan: Hokkaido-hen na revista Jump SQ. Após o escândalo, porém, a Shueisha, editora responsável por publicar tanto a Jump SQ. quanto a Shonen Jump, declarou que o novo mangá do autor entraria em hiato.

Via ANN

Compartilhe

Gosta de cachorros, pizza e pipoca. Já foi fanboy da Nintendo e da Sony, mas hoje joga qualquer coisa. Já colaborou em sites e revistas como GameBlast, Nintendo World, Herói e Portal Pop, mas hoje se dedica exclusivamente ao PlayReplay.

Comentários

Críticas

The Legend of Zelda | Four Swords fecha os mangás Perfect Edition com chave de ouro

Um grande desfecho para uma coleção brilhante

Publicado

em

Em agosto de 2018 a editora Panini colocou nas bancas e livrarias de todo o Brasil o quinto e último volume da coleção The Legend of Zelda Perfect Edition, os mangás oficiais da Nintendo escritos e desenhados por Akira Himekawa. Confira a seguir o nosso review de Four Swords, o livro final da série! 


Veja também:


Também gravamos um tour em vídeo pelo livro, que você pode assistir pelo link acima, cortesia do nosso canal parceiro Aquele Cara

Curiosamente, embora o jogo original (lançado como bônus da versão de Game Boy Advance de A Link to the Past em 2002) tenha uma das histórias mais simples e curtas da franquia, sua trama inspirou um livro inteiro, algo que só aconteceu anteriormente com Ocarina of Time nas Perfect Editions.

Todos os outros jogos, como Majora’s Mask ou The Minish Cap, ocuparam metade de um volume cada, então dava até para imaginar que a trama de Four Swords corria o risco de estar muito artificialmente esticada para gastar as mais de 340 páginas do mangá. No entanto, o que acontece é justamente o oposto, e talvez este seja um dos melhores roteiros de toda a saga!

Akira Himekawa-sensei habilmente se aproveita de todas as possibilidades narrativas nascidas da divisão de Link em um herói com quatro corpos, dando uma personalidade distinta para cada uma de suas cores de roupa. Mesmo em preto e branco, os personagens são tão expressivos que fica fácil saber quem está falando ou lutando apesar das limitações de tons.

Neste livro também temos o melhor antagonista dos cinco mangás, o Shadow Link. Sem entrar em maiores spoilers, ele é certamente o personagem que tem seu lado psicológico melhor trabalhado, e é gratificante acompanhar toda a sua jornada. Da mesma forma, é uma delícia ler os extras presentes no fim do livro, onde temos mais uma rodada de entrevista com as autoras e Eiji Aonuma, o cabeça da franquia.

Bem acabado tanto em sua apresentação (mais uma vez ganhamos um marcador de páginas temático, temos uma lombada padronizada e orelhas bonitas) como na revisão e diagramação dos textos, o mangá faz valer facilmente o seu preço de R$ 29,90 para qualquer fã da aclamada franquia da Nintendo.

Zelda Four Swords Perfect Edition
10 Nota
0 Leitores (0 Notas)
Avaliação
The Legend of Zelda Four Swords Perfect Edition é um encerramento perfeito para a linha de mangás licenciados de Zelda da Panini. A história é divertida, bem escrita e bem desenhada, e a ótima entrevista que fecha o volume é informativa e muito relevante. Um grande item para colecionadores!
O que as pessoas acharam... Deixe a sua avaliação!
Sort by:

Seja o primeiro a deixar uma avaliação.

User Avatar
Verified
{{{ review.rating_title }}}
{{{review.rating_comment | nl2br}}}

Show more
{{ pageNumber+1 }}
Deixe a sua avaliação!

Compartilhe

Continue lendo

Críticas

The Irregular at Magic High School: a magia do amor entre irmãos dá o tom ao volume 1 da Panini

Uma boa adaptação da light novel de sucesso

Publicado

em

Este mês a Editora Panini colocou nas bancas de todo o Brasil o mangá The Irregular at Magic High School (ou Mahouka Koukou no Rettousei), a adaptação da light novel original de Tsutomu Sato, que também virou anime pelo renomado estúdio Madhouse em 2014. Mesmo que você não tenha consumido a obra em qualquer outra mídia, é uma leitura bem divertida. Confira nosso review completo logo abaixo.


Veja também:


Ou melhor, ela PODE ser uma leitura divertida, dependendo da sua tolerância a alguns probleminhas e convenções de gênero. Como o nome já evidencia, a trama se passa em uma escola de magia, então é claro que há uma fartura de jovens desfilando todos os tropos convencionais de uma aventura sob medida para essa demografia.

Entre eles há espaço até para flerte entre irmãos, então prepare-se para um pouquinho de incesto. Em praticamente todos os seis capítulos do primeiro volume rola alguma tensão sexual entre os protagonistas Tatsuya Shiba e Miyuki Shiba. Se você odeia esse tipo de coisa, passe longe do mangá. Se gosta, aproveite que a dinâmica deles é bem fofa e engraçada.

Que comecem as aulas

Os irmãos acabam de chegar à sua nova escola, que é bem elitista e separa seus alunos em dois grupos, os Bloom (melhores estudantes) e Weeds (quem tirou as piores notas na prova de admissão). Embora Miyuki integre a elite e seja um dos maiores prodígios da escola, Tatsuya é um Weed porque, embora tenha um desempenho fenomenal na prova teórica, capotou na prática, não conseguindo usar mágicas direito.

Ao menos é o que parece no começo. Ao longo do “Arco da Matrícula” vamos descobrindo que as coisas não são bem assim, e que ele esconde alguns segredos. Com isso, os personagens principais acabam tendo arcos e desenvolvimentos interessantes, ainda que os coadjuvantes sejam um tanto rasos demais. Ao menos o traço de todos eles é excelente, e a arte de Tsuna Kitaumi se mantém em alto nível ao longo de toda a leitura.

Expositivo demais

Já a mitologia da série vai por um caminho oposto e é bem densa. O problema é que, ao invés de descobrirmos as coisas naturalmente através de eventos bem integrados à narrativa, precisamos aprender sobre o lore do mangá com longos diálogos expositivos, o que acaba sendo cansativo e tirando o ritmo da história.

Ao menos o primeiro volume acaba em um clímax bem adequado, com o primeiro grande conflito do protagonista, com direito a uma reviravolta e tanto na última página, que funciona como um bom gancho para que quem curtiu a trama fique com bastante vontade de ler o segundo volume.

The Irregular at Magic High School não é para todo mundo mas, se você consegue fazer vista grossa para os defeitos acima, e se adora os temas do mangá, então certamente vai se divertir bastante com a sua leitura!

The Irregular at Magic High School (Panini)
7.5 Nota
0 Leitores (0 Notas)
Prós
  • Boa arte
  • Bom romance (incestuoso)
Contras
  • Diálogos expositivos
  • Muitos clichês
Avaliação
The Irregular at Magic High School não é para todo mundo, mas faz o bastante para agradar em cheio ao seu público alto. Se ver dois irmãos desbravando o mundo da magia cheio de clichês adolescentes enquanto lidam com sua latente tensão sexual é sua praia, pode cair de cabeça nesse mangá.
O que as pessoas acharam... Deixe a sua avaliação!
Sort by:

Seja o primeiro a deixar uma avaliação.

User Avatar
Verified
{{{ review.rating_title }}}
{{{review.rating_comment | nl2br}}}

Show more
{{ pageNumber+1 }}
Deixe a sua avaliação!

Compartilhe

Continue lendo

Mangá

My Hero Academia | Spin-off School Briefs chegará aos EUA em 2019

PLUS ULTRA!

Publicado

em

O anime My Hero Academia é um dos mais falados da atualidade, e quem gosta de ler o mangá tem bons motivos para ficar ansioso, já que My Hero Academia: School Briefs será lançado no ocidente.

No Japão, a obra de Anri Takahashi foi lançada em abril de 2016, e será lançada nos EUA ainda no primeiro semestre de 2019. O fortalecimento da marca, claro, aumenta as chances do material chegar por aqui também.

Com desenhos de Kohei Horikoshi, a trama do spin-off se diferencia por abandonar os combates e se focar mais no dia-a-dia dos personagens.

Compartilhe

Continue lendo

Últimas notícias

Séries18 horas atrás

Avatar: A Lenda de Aang | Animação da Nickelodeon vai virar série na Netflix

Michael DiMartino e Bryan Konietzko, os criadores da série original, estão juntos novamente como showrunners da série live action da...

Cinema21 horas atrás

Capitã Marvel | Assista agora ao primeiro trailer do filme

Corre que saiu o primeiro trailer de Capitã Marvel, vem ver!!

Games7 dias atrás

Tales of Vesperia | Edição definitiva será lançada nas Américas

A Bandai Namco vai trazer a edição definitiva de Tales of Vesperia para as américas em 2019

Cinema7 dias atrás

Shazam! | Superman não fará participação especial no filme

Após problemas nas negociações com a Warner Bros., o Superman de Henry Cavill não deve mais ter uma participação especial...

Cinema7 dias atrás

Superman | Warner Bros. fala sobre possível saída de Henry Cavill

WB liberou um pronunciamento sobre a possibilidade de Henry Cavill deixar de ser o Superman

Games7 dias atrás

God Eater 3 | Jogo será lançado no início do ano que vem nas Américas

Bandai Namco liberou novo trailer de God Eater 3 e anunciou que o jogo chega no ano início do ano...

Cinema7 dias atrás

Superman | Site diz que Henry Cavill não é mais o personagem nos cinemas

Fontes afirmam que problemas nas negociações com a Warner Bros. resultaram na saída do ator do papel

Games1 semana atrás

Triggerun | Jogo entra em fase open beta no Steam

MMO de tiro em primeira pessoa já pode ser jogado gratuitamente no PC e ocupa apenas 100MB de memória

Games1 semana atrás

Heavy Metal Machines | Jogo ganha data de lançamento oficial e novo trailer

Jogo brasileiro multiplayer online de batalha de carros é gratuito e poderá ser jogado em sua versão completa no PC...

Séries1 semana atrás

Maradona | Amazon Prime Video divulga primeira imagem do elenco

Atores de serão Historia de un Clan, Magnifica 70 e Supermax serão Diego Armando Maradona em nova série original da...

Games2 semanas atrás

Arena of Valor | Segunda temporada da Série Valor começa neste final de semana

Seis das melhores equipes da América Latina estão prontas para competir por um prêmio de mais de 200 mil dólares

Cinema2 semanas atrás

Festival Remaster | Evento traz clássicos do cinema brasileiro de volta às telonas

Evento exibe, em sua primeira edição, ícones do cinema nacional remasterizados, em diversas cidades do país

Games2 semanas atrás

The Witcher | Veja Geralt em demo “perdida” de jogo cancelado em 1997

Produzido pela Metropolish Software nos anos 90, jogo cancelado de The Witcher teve demo técnica criada com visual bem diferente...

Séries2 semanas atrás

The Witcher | Henry Cavill será Geralt de Rívia na séria da Netflix

A Netflix anunciou agora há pouco que Henry Cavill, o Superman do Worlds of DC (ou DCEU, como preferir), vai...

Games3 semanas atrás

Dragon Quest Builders 2 | Jogo chega ao Japão em dezembro deste ano

A Square Enix anunciou que Dragon Quest Builders 2 chegará ao mercado japonês ainda este ano. O segundo game da...

Em alta